Honda confirma primeira morte no Brasil por problema com air bag Takata

Honda havia feito recall do modelo em 2015, mas o veículo em questão não fez o reparo nas concessionárias da empresa

recall
AIR BAG DEFEITUOSO DA TAKATA Crédito: Joe Skipper/REUTERS

A Honda anunciou a morte de um motorista que guiava um New Civic LXS 2008, a primeira no Brasil causada por um defeito no air bag produzido pela Takata. O modelo foi listado em um recall, mas o proprietário não fez o reparo.

“A Honda expressa suas sinceras condolências e solidariedade aos familiares e amigos da vítima e ofereceu atendimento e suporte à família”, se pronunciou a empresa, em nota. A perícia determinou que houve a ruptura anormal do insuflador do air bag da Takata, causando ferimentos que levaram à morte do motorista.

Os air bags defeituosos da Takata causaram a maior série de recalls da história da indústria automotiva global. Mais de 100 milhões de veículos produzidos entre o fim dos anos 90 e meados da década de 2010 foram afetados.

O veículo em questão foi convocado em 2015 para troca do insuflador do air bag do lado do motorista.

A empresa solicita a todos os proprietários para checarem se seus veículos estão incluído nos recalls acessando www.honda.com.br/recall. O agendamento pode ser feito pelo mesmo site ou pela Central de Atendimento: 0800-701-3432.

Honda fez vídeo de conscientização

Em 2019, a Honda começou a veicular uma campanha sobre os air bags defeituosos da Takata. O vídeo traz Tiago Ferreira, uma das vítimas confirmadas no Brasil. Tiago fala sobre os ferimentos que teve no peito e em outras partes do corpo.

A campanha foi criada para alertar os proprietários que ainda não haviam realizado a troca dos air bags. Os carros envolvidos foram produzidos entre 2001 e 2015. Na época, 58% dos carros da marca envolvidos no recall atenderam as convocações para a substituição do componente.

História: air bags defeituosos da Takata

O problema dos air bags defeituosos da Takata estão relacionados a mais de 290 ferimentos em todo o mundo. Segundo a Reuters, do total de 23 mortes ligadas ao produto, 21 delas ocorreram dentro de veículos da Honda.

Mais de 30 marcas convocaram mais de 100 milhões de veículos, em todo o mundo, que podem estar com defeito. Só a Honda se viu com mais de 13 milhões de carros das marcas Honda e Acura envolvidos no recall.

Ofertas exclusivas

Veja todas as condições especiais


Ofertas 0KM

Mais ofertas

Mais ofertas exclusivas

Veja todas as condições especiais


Notícias relacionadas