Você está lendo...
Hyundai HB20X dá adeus, mas Creta antigo ainda resiste
Notícias

Hyundai HB20X dá adeus, mas Creta antigo ainda resiste

Marca afirma que concentrará vendas da linha HB20 nas configurações sedã e hatch e permanecerá com Creta Action como opção de entrada aos SUVs da marca

Vagner Aquino, especial para o Jornal do Carro

26 de jan, 2022 · 7 minutos de leitura.

Hyundai
Hyundai HB20X foi lançado em 2013 para concorrer com Chevrolet Onix Activ, Renault Stepway e companhia
Crédito:Hyundai/Divulgação

Pouco a pouco, a Hyundai vai ajustando sua gama de modelos nacionais conforme o mercado se move. O fim da produção do HB20X já era esperado há algum tempo e agora, tal como revela o Autos Segredos, a marca sul-coreana encerrou de vez com a versão aventureira do hatch compacto.

Questionada pelo Jornal do Carro, a fabricante confirmou a informação. "A Hyundai Motor Brasil informa que concentrará as vendas da linha HB20 em seus modelos de maior demanda nas versões hatch (HB20) e sedã (HB20S), além das duas gerações do SUV Creta. O Creta Action, com motor 1.6, está em conformidade com a fase L7 do Proconve e seguirá sendo comercializado normalmente."

Hyundai
Hyundai/Divulgação

Então, além de confirmar a saída do HB20X do mercado - após nove anos de sua estreia -, a marca afirma que a geração anterior do Creta continuará em linha por mais algum tempo - vale lembrar que uma segunda geração chegou ao mercado completamente renovada em agosto.

Hyundai/Divulgação

Até o fechamento desta reportagem, a marca não havia detalhado quanto o modelo antigo abocanha das vendas totais do Creta. Certamente ela deve continuar sendo vendida enquanto a demanda no mercado mantiver o produto comercialmente vantajoso para a Hyundai.


Com visual defasado, o modelo já perdeu um pouco do chamariz relacionado ao preço. Para se ter ideia, em agosto, o Creta Action custava pouco mais de R$ 96 mil. Entretanto, menos de seis meses depois, o SUV já custa R$ 106.190, segundo a tabela da marca. Dessa forma, o modelo fica fora do limite (de R$ 100 mil) para isenção de ICMS para PCD.

O SUV compacto da Hyundai, cabe lembrar, fechou 2021 com 64.759 unidades emplacadas. Na categoria de SUVs compactos, foi o segundo colocado, atrás apenas do líder Jeep Renegade. O números são da Fenabrave.

Conteúdo e preços

Em 2019, o HB20X ganhou o mesmo (polêmico) design do irmão HB20. Sem ser contemplado com o motor 1.0 turbo, permaneceu como o modelo topo de linha da família. Além do abuso de apliques plásticos na carroceria para ganhar aquele ar de robustez, o modelo apostou em tecnologia.


Hyundai
Hyundai/Divulgação

Além de tomadas para recarga USB, partida por botão, direção elétrica e tela central de 8" com conectividade Apple CarPlay e Android Auto, o modelo apostou na segurança. Sistema de frenagem autônomo e alerta de mudança de faixa, por exemplo, estão na lista de série. Tem até assistência 24 e controle do carro pelo smartphone, por meio do uso do BlueLink.

Pelo menos por enquanto, o HB20X permanece à venda - linha 21/22. De acordo com a tabela enviada pela Hyundai, o modelo custa entre R$ 83.490 e R$ 100.690, dependendo da versão de acabamento. São, no entanto, quatro opções: Vision (manual/automática), Evolution (automática) e Diamond (auomtática).


Motorização

Tanto o HB20X quanto o Creta utilizam o mesmo motor 1.6 Gamma 1.6 flex de até 130 cv de potência (a 6.000 rpm) e 16,5 mkgf de torque - a 4.500 rpm. Quando abastecido com gasolina, entretanto, o propulsor desenvolve, respectivamente, 123 cv e 16 mkgf dentro das mesmas rotações.

O motor 1.6 Gamma, como disse a fabricante, está em conformidade com as novas regras da fase L7 do Proconve, que entrou em vigor no primeiro dia deste ano. Para quem não se lembra, a nova fase do Programa de Controle da Poluição do Ar aposentou uma série de motores nacionais, como o Volkswagen W 1.6 EA111 (de 1996), o Fiat/Jeep 1.8 E.torq (2010) e o Chevrolet 1.0 SPE/4.

Isso aconteceu porque as regras ficaram mais rigorosas em termos de emissões de poluentes nos carros. O Proconve L7 estabelece níveis menores de gases emitidos pelo escapamento - como monóxido de carbono e aldeídos. Bem como apresenta novos parâmetros, como a forma de medir hidrocarbonetos e as emissões evaporativas.


As fabricantes terão até o dia 31 de março para faturar todos os veículos inclusos nos parâmetros antigos. Já a partir de 2025, entra a fase L8 do Proconve. Nela, os novos limites chegarão a um nível em que os motores atuais não serão mais capazes de cumprir as regras e precisarão de novas tecnologias que incluem eletrificação. Assim, é possível afirmar que vai ter muito carro indo embora e tantos outros virando híbridos.

O Jornal do Carro está no Youtube

Inscreva-se
Hyundai Creta Action 1.6 AT
Oferta exclusiva

Hyundai Creta Action 1.6 AT