Lançamentos

Novo Hyundai Creta chega às concessionárias e supera os R$ 152 mil em São Paulo

Desde que estreou em 2017, o Hyundai Creta trava uma batalha particular com o Jeep Renegade pela liderança da categoria, meta da nova geração

Diogo de Oliveira

18 de set, 2021 · 9 minutos de leitura.

Novo Hyundai Creta" >
Novo Hyundai Creta chega às lojas brasileiras em busca da liderança dos SUVs compactos
Crédito:Hyundai/Divulgação

Três semanas após o lançamento no Brasil, o novo Hyundai Creta já está nas concessionárias da marca no País. A segunda geração do SUV feito em Piracicaba (SP) estreia, assim, no mesmo mês do lançamento do HB20 (em 2012 e em 2019, mantendo a tradição dos sul-coreanos de guardar sua principal novidade para o nono mês do ano. Mas, superstição à parte, o novo Creta chega para tentar bater seu principal concorrente.

Desde que estreou no Brasil, no início de 2017, o Hyundai Creta vive uma disputa particular com o Jeep Renegade nas vendas. Em 2018, o utilitário da marca sul-coreana se deu bem, e fechou o ano como líder da categoria. Entretanto, em 2019, o Jeep Renegade tomou a liderança do Creta, que não conseguiu mais voltar ao primeiro lugar do pódio dos SUVs.

Entretanto, desta vez, o jogo promete ficar mais difícil para o Jeep. Isso porque a Hyundai vai manter em linha o Creta anterior por mais algum tempo, com preço competitivo, pouco abaixo dos R$ 100 mil. Assim, caberá à nova geração do modelo disputar com o Renegade, que, por enquanto, ainda não recebeu os novos motores turbo flexíveis da Stellantis.

Hyundai Creta
Vagner Aquino/Estadão

Preços e versões

Para esse duelo, a Hyundai realinhou a gama do Creta, que agora traz o motor 1.0 turbo flex de injeção direta da linha HB20 nas versões mais acessíveis. São 120 cv de potência máxima e um torque de 17,5 mkgf a partir das 1.500 rotações (com gasolina ou etanol). O câmbio também é o mesmo automático de seis marchas. O conjunto entrega uma aceleração de zero a 100 km/h moderada, que leva 11,5 segundos. Mas é esperto no trânsito urbano (leia aqui nossas primeiras impressões).

No site oficial da Hyundai, o antigo Creta está disponível agora apenas na opção Active com o motor 1.6 16V flex naturalmente aspirado e câmbio automático de seis marchas. A versão tem como único opcional a pintura metálica. Seu preço sugerido é de R$ 96.990 ou R$ 99.790 em São Paulo, onde, desde o início de 2021, paga-se alíquota maior do ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços).

Já a nova geração do Creta tem quatro versões disponíveis e preço a partir de R$ 108.190 no pacote Comfort. Já em São Paulo, o novo Hyundai Creta parte de R$ 111.190 na versão de entrada, e chega agora a R$ 152.290 na configuração topo de linha Ultimate. Esta traz o motor 2.0 flex aspirado com melhorias e potência de 167 cv. Veja:

  • Active 1.6 flex AT - R$ 96.990 (R$ 99.790 em SP)
  • Comfort 1.0 turbo flex AT - R$ 107.490 (R$ 111.190 em SP)
  • Limited 1.0 turbo flex AT - R$ 120.490 (R$ 124.690 em SP)
  • Platinum 1.0 turbo flex AT - R$ 135.490 (R$ 140.190 em SP)
  • Ultimate 2.0 flex AT - R$ 146.990 (R$ 152.290 em SP)
Creta
Hyundai/Divulgação

Equipamentos

Embora avance bastante em preços, o novo Creta sai de fábrica com muito recheio. Desde a versão de entrada, traz itens como seis airbags, controles de estabilidade e de tração, assistente de partida em rampa e freios a disco nas quatro rodas. Além disso, tem monitor de pressão dos pneus, câmera de ré, volante ajustável em altura e profundidade, vidros com acionamento elétrico e central multimídia com tela de 8 polegadas.

No novo Creta Limited são adicionados faróis de neblina, retrovisores com rebatimento elétrico e volante revestido com couro. Entre as tecnologias, destaque para carregador sem fio para smartphones, chave presencial e ar-condicionado automático digital com saídas traseiras. Por fim, a multimídia tem o sistema Bluelink, que incluí internet e serviços conectados. Ele é gratuito por seis meses, mas depois tem mensalidade de R$ 29,90.



Um pouco mais acima vem o Creta Platinum, versão mais cara com motor 1.0 turbo. Aqui a diferença de equipamentos para o Limited é pequena. O modelo sai de fábrica com teto solar panorâmico (item inédito no SUV da Hyundai), além de freio de estacionamento por botão, banco do motorista com ventilação, e assentos revestidos em couro caramelo.

Continua depois do anúncio

Por fim, a configuração Ultimate (R$ 146.990) é a mais cara e equipada do Hyundai Creta 2022. Ao conteúdo das demais, acrescenta as principais tecnologias novas. São elas o sistema de frenagem autônoma, os assistentes de permanência e centralização em faixa, o controle de cruzeiro adaptativo, bem como os sensores de obstáculos e de fadiga. O farol alto é adaptativo, com iluminação full LEDs, e há um sistema de câmeras laterais.

Hyundai/Divulgação

Mesma plataforma

Apesar de a Hyundai chamar de nova geração, o Creta 2022 mantém a plataforma utilizada desde 2017. Essa arquitetura foi herdada do sedã médio Elantra, mas traz apenas aprimoramentos, tal como foi feito na renovação do HB20. Por isso, o SUV cresceu uns centímetros e, agora, tem 4,30 metros de comprimento, 1,79 m de largura e 2,61 m de entre-eixos.

A marca sul-coreana fez alterações que ampliaram os espaços para pernas e joelhos na cabine. Entretanto, as mudanças reduziram levemente o porta-malas, que tem 422 litros contra 431 litros do modelo anterior. Seja como for, o volume para bagagens continua generoso no Creta, que apresenta uma cabine totalmente remodelada e com acabamento superior.

Mas o ponto alto do novo Hyundai Creta sem dúvida é o design. O SUV, desta vez, aposta em um visual disruptivo e moderno, que pode não agradar a todos. Dianteira e traseira exibem estilo próprio e marcado pelos faróis e lanternas divididos em vários traços. Certamente este é o ponto de maior diferença em relação ao Jeep Renegade, que tem design tradicional.

O Jornal do Carro está no Youtube

Inscreva-se
Hyundai HB20 Vision 1.0
Oferta exclusiva

Hyundai HB20 Vision 1.0