Você está lendo...
Jeep Gladiator chega na Argentina sem data para vir ao Brasil
Notícias

Jeep Gladiator chega na Argentina sem data para vir ao Brasil

Picape derivada do Jeep Wrangler chega em duas versões na Argentina recheada de assistências ao motorista e até com portas e teto removíveis.

Emily Nery, para o Jornal do Carro

12 de abr, 2021 · 5 minutos de leitura.

Jeep Gladiator Rubicon
Picape derivada do Jeep Wrangler tem motor 3.6 V6 e vasta lista de assistências ao motorista
Crédito:Jeep/Divulgação

Com três meses de atraso, a Jeep Gladiator chega na Argentina em duas versões, Overland e Rubicon. A picape média derivada do icônico Jeep Wrangler utiliza o motorzão V6 que gera até 285 cv e promete ser a mais cara da categoria.

O registro foi compartilhado pelo site Argentina Autoblog e mostra a picape na versão Rubicon estacionada perto do Terminal Zarate. Além disso, a Jeep já adicionou uma página oficial para a Gladiator. O lançamento oficial, portanto, deve acontecer ainda em abril.

Jeep Gladiator Rubicon
Conforme a Jeep anunciou, a versão de entrada tem capacidade de carga de 550 kg, enquanto a segunda transporta até 615 kg. Divulgação/Jeep

A semelhança com o lendário SUV tem motivo: ela compartilha a mesma plataforma, chassi e mecânica com o utilitário. Dessa forma, o trem de força de ambas as versões é o veterano motor 3.6 V6 Pentastar a gasolina de 285 cv e 35,9 mkgf de torque.

Acoplado a ele, vem uma transmissão automática de oito marchas. Como de costume, a tração é 4x4 com reduzida e há bloqueio dos diferenciais traseiro e dianteiro.

Há sete opções de cores para a carroceria do Gladiator
Reprodução/Jeep

Lista de equipamentos

A versão de entrada Overland dispõe de painel de instrumentos TFT de 7", central multimídia Uconnect de 8,4" com aparelhamento Apple CarPlay e Android Auto e GPS do próprio sistema. Além disso, ela carrega faróis full-LED, assistente de partida em rampa, controle de cruzeiro adaptável, alerta de colisão frontal, câmera frontal e de ré, detector de ponto cego e alerta de tráfego cruzado.

Trazendo apliques visuais que evidenciam o DNA off-road, a versão Rubicon possui portas, barra estabilizadora e teto removíveis. Há também protetor de soquete, diferenciais de travamento mecânico Tru-Lok, tração integral Roc-Trac e teto na cor preta.

Jeep Gladiator Rubicon
Divulgação/Jeep

Picape média mais cara da Argentina

Ainda que a Jeep não tenha anunciado os preços da Gladiator, ele deve ser a picape média mais cara comercializada no país. Como ela virá dos EUA, a montadora deve pagar o imposto cheio de importação. É provável que seu preço seja um pouco menor do que do SUV Wrangler.

A vinda da Gladiator para Argentina, além de estratégica, é nostálgica. Afinal, entre 1963 e 1967, uma picape homônima foi produzida por lá. Na época, a montadora IKA (Indústrias Kaiser Argentina) fabricou o modelo.


E para o Brasil?

A concorrente da Amarok, Frontier, Hilux e Ranger está com a vinda confirmada. No entanto, ainda não há previsão de quando ela deve chegar. Agora, se levarmos em conta o preço do Wrangler na edição especial da 80 anos da montadora, de R$ R$ 385.990, é provável que a picape fique nesta faixa de preço.

Vale lembrar que, para esse ano, a Jeep vai lançar o novo Compass, seu SUV de 7 lugares, e talvez o novo Renegade. Há uma semana, toda linha recebeu a edição comemorativa de oito décadas da marca. Embora esteja confirmada, o dólar malto pode dificultar a importação da picape ao Brasil.