Diogo de Oliveira, especial para o JC

17/09/2020 - 4 minutos de leitura.

Kia promete 7 novos carros elétricos em 7 anos

Objetivo da Kia Motors com a ofensiva é liderar as vendas mundiais de automóveis elétricos até o fim da década, e ter 11 modelos até 2025

kia
Conceito Kia HabaNiro, mostrado no ano passado, dá as diretrizes das linhas de estilo que a marca seguirá Crédito: Kia/Divulgação
Carro

Vai comprar um 0km? Nós te ajudamos a escolher.

A Kia Motors foi uma das primeiras montadoras a oferecer carros 100% elétricos em grande volume. Agora, a montadora quer a liderança mundial desse mercado. A meta é agressiva e terá uma agenda repleta de lançamentos. A marca sul-coreana terá 11 veículos puramente elétricos até 2025, e lançará sete modelos inéditos nos próximos sete anos. O primeiro estreia já em 2021 e será um SUV.

O embrião dos planos da Kia Motors é a nova Plataforma Modular Elétrica Global (E-GMP), da qual nascerão todos os sete carros prometidos. A principal diferença em relação aos elétricos atuais, como Soul EV e Niro EV, é que os futuros modelos serão projetados para serem puramente elétricos. Ou seja, a arquitetura não prevê a instalação de motores a combustão para tracionar os veículos.

Kia HabaNiro é vitrine

Um dos símbolos dos planos da Kia é o HabaNiro, SUV conceitual de quatro lugares e tração nas quatro rodas, revelado no ano passado. Com nível 5 de condução autônoma, o mais avançado que existe, o HabaNiro tem 480 km de autonomia e mostra o estilo mais moderno da marca. O design, a ser seguido no restante da gama, é marcado pelas portas que se abrem para cima e lembram asas de borboleta.



Na última década, a Kia Motors comercializou mais de 100 mil veículos movidos a eletricidade. Para os executivos da marca, no entanto, esse volume ainda é baixo. A empresa sul-coreana projeta que 20% das vendas globais da marca em 2025 serão de carros elétricos, fatia que subirá a 25% até o fim da década. Isso é o que está no “Plano S”, estratégia que contempla as diretrizes da empresa para o avanço da eletrificação.

No Brasil, a Kia até ensaiou oferecer o crossover Soul na versão EV, abastecida na tomada. Entretanto, as sucessivas crises econômicas e as mudanças nas regras brasileiras de tributação acabaram por enterrar os planos da marca. A empresa até hoje opera apenas como importadora no País. Atualmente, o modelo mais vendido da marca no País é o SUV Sportage. Sem incentivos e com os efeitos econômicos da pandemia, seus futuros elétricos parecem distantes daqui.

Inscreva-se no canal do Jornal do Carro no YouTube

Veja vídeos de testes de carros e motos, lançamentos, panoramas, análises, entrevistas e o que acontece no mundo automotivo em outros países!

Inscrever-se

Notícias relacionadas


Ofertas 0KM

Mais ofertas

Mais ofertas exclusivas

Veja todas as condições especiais