Você está lendo...
Mercedes-Benz revela Vision EQXX elétrico que roda mais de 1.000 km
Notícias

Mercedes-Benz revela Vision EQXX elétrico que roda mais de 1.000 km

Protótipo que será o destaque da Mercedes-Benz na feira de tecnologia CES, nos Estados Unidos, tem consumo de 10 kWh/100 km e motor de 204 cv

Vagner Aquino, especial para o Jornal do Carro

03 de jan, 2022 · 8 minutos de leitura.

Mercedes-Benz
Mercedes-Benz Vision EQXX servirá como laboratório para futuros modelos da marca
Crédito:Mercedes-Benz/Divulgação

A Mercedes-Benz revelou, nesta segunda-feira, 3, o protótipo do Vision EQXX. O modelo 100% elétrico é o destaque da marca alemã na feira de tecnologia Consumer Electronics Show (CES), em Las Vegas, nos Estados Unidos, que abre ao público nesta quarta-feira, 5. Conforme o Jornal do Carro havia antecipado, o carro inédito tem baterias com capacidade de 100 kWh. Assim, o modelo pode rodar mais de 1.000 quilômetros sem precisar recarregar. Ou seja, trata-se da maior autonomia já vista em um veículo puramente elétrico.

Segundo a Mercedes-Benz, o Vision EQXX foi desenvolvido em apenas um ano e meio. Além disso, a marca informa que o modelo reúne soluções que, em um futuro próximo, permitirão disputar vendas com a poderosa Tesla. Para isso, a alemã vai investir mais de ? 40 bilhões no desenvolvimento de veículos elétricos até 2030. Na conversão direta, sem taxas, esse valor é equivalente a mais de R$ 256 bilhões.

Mercedes-Benz
Mercedes-Benz/Divulgação

Essa dinheirama permitirá que a Mercedes-Benz não apenas fabrique carros elétricos. A empresa também vai investir no que especialistas do setor vêm chamando de ecossistema da eletrificação. Nesse sentido, a marca está construindo nada menos que oito fábricas dedicadas à produção de baterias. Além disso, a partir de 2025, todas as novas plataformas da empresa serão voltadas apenas a veículos elétricos. "O Mercedes-Benz Vision EQXX é o futuro dos carros elétricos", diz o CEO da Mercedes-Benz, Ola Kaellenius. Ou seja, o modelo não vai ser feito tem série, mas servirá de base para o desenvolvimento de futuros veículos.

Laboratório para novos carros da Mercedes-Benz

De acordo com a Mercedes-Benz, os testes com o Vision EQXX começaram em meados de 2021. Durante a apresentação feita às vésperas da abertura da maior feira de tecnologia do mundo, os executivos da marca revelaram que o modelo já está dando frutos. Dessa forma, componentes avaliados no protótipo serão oferecidos em veículos da Mercedes-Benz já nos próximos dois anos.

No entanto, a companhia não revelou quando o sistema de baterias capaz de garantir autonomia superior a 1.000 km será oferecida comercialmente. Seja como for, a Mercedes-Benz informou que o componente pesa cerca de 495 kg. Além disso, é capaz de alimentar sem riscos o sistema de 900 volts do Vision EQXX.


Mercedes-Benz
Mercedes-Benz/Divulgação

O carro

No visual, o Vision EQXX pode ser classificado como um cupê de quatro portas. Nesse sentido, a caída acentuada da linho do teto na parte traseira reme ao estilo do Mercedes-Benz CLS. Além disso, o balanço traseiro longo lembra o do carro-conceito IAA, revelado em 2015.

Conforme a fabricante alemã. o carro pesa, aproximadamente, 1.750 kg. Dentre as soluções adotadas para para reduzir o peso estão rodas de 20 polegadas feitas de magnésio. Bem como a ampla utilização de alumínio em peças da carroceria. Além disso, itens como as portas são de fibra de carbono e plástico. Por sua vez, os discos de freio são de alumínio e há partes da cabine feitas com materiais reciclados e leves. O revestimento dos bancos é de couro Deserttex. Ou seja, um material desenvolvido a partir do processamento de derivados de cactos. Já os tapetes são feitos de fibra de bambu. Há ainda puxadores de porta embutidas, em vez das maçanetas convencionais.


O motor elétrico gera 150 kW de potência, equivalentes a cerca de 204 cv. E funciona com um sistema elétrico de 900 volts. Entretanto, em futuros modelos da Mercedes-Benz esses números poderão ser maiores ou menores.

Além disso, o consumo médio de energia é de 10 kWh/100 km. Atualmente, o carro elétrico mais econômico feito em série do mundo é o Tesla Model 3, que consome 14 kWh a cada 100 km. Da mesma forma, o Mercedes-Benz inova no quesito arrasto aerodinâmico. Segundo dados da marca, o Cx do Vision EQXX é de apenas 0,17. Dessa forma, superando até mesmo os dados do Mercedes-Benz EQS. Com Cx de 0,20, tem a melhor classificação para um veículo feito em série. Segundo a empresa alemã, todas as suas divisões contribuíram no desenvolvimento do Vision EQXX. Inclusive a equipe de Fórmula 1.

Gerenciamento de calor

Conforme a empresa, um dos aspectos mais importantes do modelo é a capacidade de gerenciamento de calor. Basicamente, há um sistema de persianas aerodinâmicas, válvulas de refrigeração e bombas de água que ajuda a evitar o superaquecimento da unidade de acionamento e da bateria.


Mercedes-Benz/Divulgação

Em contrapartida, quando o carro circula em regiões de climas frios, em que as baterias têm a capacidade de armazenamento reduzido, o sistema ajudar a preservar calor, tanto do componente quanto da cabine. Um recurso ajuda a recuperar o calor dissipado pelos sistemas mecânicos. Assim, há um trocador de calor externo que absorve o do ar exterior.

Por fim, o Vision EQXX tem até painel solar que gera eletricidade para as baterias. Assim, essa energia é utilizada para alimentar acessórios e equipamentos. Por exemplo, sistemas de iluminação e de entretenimento. Aliás, esse dispositivo tem uma tela gigante, que vai de um lado ao outro do painel dianteiro.


O Jornal do Carro está no Youtube

Inscreva-se