Emily Nery, para o Jornal do Carro

02/02/2021 - 5 minutos de leitura.

Mini SE elétrico que roda 234 km por R$ 30 vem ao Brasil

Versão elétrica do Mini Cooper vem pela primeira vez ao Brasil já na linha 2022. Motor elétrico oferece autonomia de até 234 cv.

Novo Mini Cooper SE elétrico
Novo Mini Cooper SE elétrico Crédito: MINI/Divulgação
Carro

Vai comprar um 0km? Nós te ajudamos a escolher.

O Grupo BMW acaba de anunciar que o novo Mini Cooper SE, versão elétrica do britânico, chegará em solo brasileiro no primeiro semestre. Apresentado na Europa nas versões conversível, elétrico e hatch, o modelo adota novo acabamento e maiores telas de infotainment. A configuração de zero emissões será a primeira da linha 2022 a ser vendida no Brasil.

O emblemático modelo traz algumas mudanças visuais, como o painel frontal totalmente novo. A grade cresceu e agora fica acima de uma faixa de cor semelhante ao do veículo. Além disso, a Mini trocou os para-choques dianteiros e traseiros, os quais apresentam um novo desenho interno. Por sua vez, as luzes de neblina ficaram posicionadas bem ao lado da saída de ar. O conjunto ótico com luzes de LEDs passa a ter acabamento preto em vez do tradicional cromado.

Novo Mini Cooper SE elétrico
MINI/Divulgação

Sem abandonar os grafismos tradicionais “Union Jack”, marcados pelas formas da bandeira do Reino Unido, as lanternas traseiras não mudaram. Contudo, a moldura e o elemento acima da placa, que também traz o emblema da marca e eram cromado, agora são pretos.

Por sua vez, a carroceria ganhou novas opções de cor. São elas: azul metálico, cinza metálico e amarelo. Para quem gosta de elementos diferentes, há cinco novas opções de rodas.

Por dentro, há novos estofamento e saídas de ar. Envolvo por um anel de luz de LEDs, o novo sistema de infotainment (ainda sem conexão com Android Auto) traz tela maior, de 8,8 polegadas. A fim de proteger o motorista do inverno europeu, o volante esportivo tem acabamento de couro e pode receber aquecimento como opcional.

MINI/Divulgação

De Oxford para o Brasil

O modelo, produzido na fábrica de Oxford, no Reino Unido, tem baterias de íons de lítio de 32,6 kWh e o motor elétrico gera o equivalente a 184 cv de potência. Esse conjunto permite que o carro rode até 234 km sem necessidade de recarga, de acordo com o ciclo de testes WLTP.

Enfim, o proprietário pode carregar as baterias do Mini Cooper em tomadas domésticas com o carregador portátil. Haverá também oferta de um sistema de carregamento rápido, batizado de Mini Wallbox.

R$ 30 para um recarga completa

Segundo a fabricante, para carregar completamente a bateria em locais como a cidade de São Paulo, o usuário gastará cerca de R$ 30. Mas esse valor pode variar de acordo com a empresa fornecedora de energia.

Esta será a primeira vez que o modelo elétrico da Mini, cuja esteia ocorreu em 2019, será vendido no Brasil. A gama oferecida aqui conta com a versão híbrida plug-in Cooper SE Countryman ALL4. Mas essa opção eletrificada oferece somente 50 km de autonomia no modo 100% elétrico. Nesse sentido, o trem de força inclui motor 1.5 turbo a gasolina e outro elétrico de 84 cv. A potência combinada é de 224 cv.

Em suma, o Mini elétrico deve chegar às lojas europeias em março. Os preços não foram revelados. Ainda assim, nos Estados Unidos, por exemplo, o preço do Cooper SE é de US$ 30.750 (cerca de R$ 167 mil na conversão direta). Contudo, a versão básica não sai por menos de US$ 23.750, algo em torno de R$ 129 mil.

2022-MINI-Hatch-Cabrio-94
Assim como o Mini Cooper elétrico, versões hatch e conversível adotam novos acabamentos visuais MINI/Divulgação

Notícias relacionadas


Ofertas 0KM

Mais ofertas

Mais ofertas exclusivas

Veja todas as condições especiais