Montadoras confirmam cancelamento do Salão do Automóvel

Associação das fabricantes de veículos anunciou a decisão de cancelar o Salão do Automóvel, que já foi oficializada junto às matrizes

Salão
BMW no Salão de São Paulo Crédito: SERGIO CASTRO/ESTADÃO

O Salão do Automóvel de São Paulo está cancelado em 2020. A Anfavea, associação de fabricantes de veículos, confirmou a decisão na manhã de hoje (6). A notícia já havia sido antecipada pelo Jornal do Carro.

CURTA O CANAL DO JORNAL DO CARRO NO YOUTUBE

Segundo o presidente da Anfavea, Luiz Carlos Moraes, “a realização do Salão do Automóvel de 2020 foi adiada para 2021. Mas não sabemos quando e nem como será”. A decisão foi unânime entre todas as marcas e já foi formalizada junto a OICA, a Anfavea mundial.

Um fonte havia dito para o JC que as marcas estavam descontentes não apenas com os preços cobrados pela Reed Exhibitions Alcântara Machado, organizadora do evento. Mas também pela estrutura. “O local é bom. Mas o acesso é péssimo, e causa congestionamento na estrada (Rodovia dos Imigrantes) para quem quer chegar de carro.”

Para defender o adiamento do Salão, a Anfavea mostrou alguns números. O custo estimado das montadoras presentes varia de R$ 250 milhões a R$ 300 milhões, com retorno de 750 mil visitantes, mídia espontânea e uma boa imagem para o setor. Porém, sem mensurar o impacto de vendas indireto. Já que o direto não é possível ser feito no evento. Esta é a principal reclamação das marcas.

Fora isso, também foi salientado pela associação que eventos deste tipo são muito importantes, sobretudo para as cidades onde ele acontece. O que sugere que um apoio da prefeitura de São Paulo deverá ser aventado no futuro. O retorno para cidade apresentado é de R$ 320 milhões e a geração de cerca de 30 mil empregos.



É o segundo salão cancelado este ano

Este é o segundo segundo grande evento automotivo cancelado este ano. O primeiro foi o Salão de Genebra, na Suíça. Um dos mais importantes do mundo. Que abriria as portas no dia 5, mas que foi cancelado pelo governo suíço. O país europeu proibiu aglomerações com mais de mil pessoas por causa do coronavírus. O anúncio foi feito na sexta-feira passada, dia 28 de fevereiro.

Além deles, o pequeno Salão de Bucareste, na Romênia, também foi cancelado e há mais dois adiados. Um médio, em Bangcoc, na Tailândia, berço de apresentação de novas picapes, e o gigantesco Salão de Pequim, na China. Ambos por causa do coronavírus.

Ofertas exclusivas

Veja todas as condições especiais


Ofertas 0KM

Mais ofertas

Mais ofertas exclusivas

Veja todas as condições especiais


Notícias relacionadas