Mercado

Não é só no Brasil: preço do carro 0-km fica, em média, R$ 10 mil mais caro nos EUA

Assim como no Brasil, preço do carro novo sobe cerca de 5,4% e fica até R$ 10 mil mais caro nos Estados Unidos na comparação com um ano atrás

Vagner Aquino, Especial para o Jornal do Carro

05 de jul, 2021 · 4 minutos de leitura.

Ford F-150 Brasil preço" >
Ford F-150 é registrada no Brasil
Crédito:Ford/Divulgação

Historicamente, é muito mais barato ter um carro nos EUA do que no Brasil. Entretanto, até o segundo maior mercado de veículos do mundo vem sofrendo uma situação que é corriqueira por aqui: a alta do preço. Um levantamento da Kelley Blue Book, especialista em precificação de carros novos e usados, apontou que os valores dispararam em maio, representando alta histórica nos comparativos mensal e anual.

O fenômeno aponta que o preço médio de um mesmo veículo aumentou em 5,4% na comparação com maio de 2020, quando a média era de US$ 41.263 (R$ 208,3 mil, na conversão direta). Ou seja, alta de US$ 2.125 (pouco mais de R$ 10,7 mil). Já em relação a abril, o aumento médio nos preços foi de 1,2%, conforme mostra a pesquisa da KBB.

O maior aumento percentual desde ano se deu no segmento que, por lá, é chamado de minivans (como a Kia Carvival, por exemplo), com 15,4% a mais que no ano anterior. SUVs de luxo e médios, e sedãs de luxo vêm na sequência, com altas de 10,4%, 10,1% e 8,9%, respectivamente.

Novo Mitsubishi Outlander 2022
Divulgação/Mitsubishi

Marcas com carros mais caros

O estudo aponta, nesse sentido, que os maiores aumentos (ano a ano) nos preços médios ficaram com a Mitsubishi. Modelos da marca japonesa aumentaram 12% de preço quando comparados a 2020. Só o SUV Outlander saltou 5,6% no desempenho mês a mês. Na sequência, as maiores altas anuais se concentram em marcas da Stellantis (11,3%), General Motors (10,9%) e Honda (10,7%).

Curiosamente, a Ford ? que tem o veículo mais vendido dos Estados Unidos, a F-150 ? foi a única montadora em queda no mês a mês. Seu preço médio de transação caiu de US$ 47.031 (R$ 237,4 mil), em abril, para cerca de US$ 45.802 (R$ 231,2 mil), em maio.



O estudo também detalhou, por fim, as diferenças de preços em 23 diferentes categorias de veículos. Quase todos subiram, exceto os carros de alto desempenho. Neles a queda foi de 13,2%.

Os veículos elétricos, no entanto, caíram 10,8% no preço. Isso quer dizer que, hoje, existem veículos elétricos mais baratos à venda do que há um ano. Essa é a hora para quem quer colocar na garagem modelos como Ford Mustang Mach-E e Volkswagen ID.4, por exemplo.

O Jornal do Carro está no Youtube

Inscreva-se
Nissan Frontier LE BI-TURBO DIESEL AT 4X4
Oferta exclusiva

Nissan Frontier LE BI-TURBO DIESEL AT 4X4