Você está lendo...
Nissan encerra produção do compacto March no Brasil
Notícias

Nissan encerra produção do compacto March no Brasil

Envelhecido e com poucas vendas, hatch abrirá espaço para um novo SUV na fábrica de Resende (RJ)

Diogo de Oliveira, special para o Estado

31 de ago, 2020 · 4 minutos de leitura.

march
MARCH DARÁ ESPAÇO PARA O MAGNITE NA LINHA DE PRODUÇÃO
Crédito:NISSAN

A Nissan confirmou que irá encerrar a produção do compacto March na fábrica de Resende (RJ) a partir de setembro. A montadora anunciou a decisão ?como parte natural do ciclo de vida do produto e (também) de adequação de sua capacidade de produção à realidade do mercado?. Fator que reforçou o fim do hatch foi a pandemia do novo coronavírus.

O March registrou entre janeiro e julho de 2020 o seu pior desempenho em vendas desde a estreia no fim de 2011. Apenas 2,2 mil unidades foram emplacadas no período. O volume é mais de 11 vezes menor que as 25 mil unidades entregues entre janeiro e julho de 2012; melhor ano comercial do hatch.



Inicialmente importado do México, o hatch da marca japonesa foi nacionalizado três anos depois. Ele sai de linha após seis anos de mercado e não terá um sucessor. Por enquanto, a fábrica sul-fluminense se dedicará à produção do Kicks, campeão de vendas da marca no país, e do V-Drive, a versão antiga/atual do Versa.


O Jornal do Carro está no Youtube

Inscreva-se

Adeus ao March, foco nos SUVs

Com a saída do hatch compacto, a Nissan planeja focar na produção de SUVs. Um dos modelos cotados para chegar ao Brasil é o Magnite, utilitário menor que o Kicks e feito sobre a mesma base do Renault Kwid.

O modelo, porém, ainda está em fase conceitual e deve demorar um pouco a estrear. Antes do "mini Kicks", a montadora japonesa lançará em nosso mercado a nova geração do sedã Versa, que virá importada do México, e a reestilização do Kicks, que deverá ter como principal novidade uma inédita versão híbrida a etanol, batizada de e-Power.


A versão ecológica do Kicks já foi apresentada na Tailândia. O modelo traz um motor 1.2 a gasolina de três cilindros e 129 cv de potência, que atua como gerador para as baterias de íons de lítio. Estas alimentam o motor elétrico responsável por mover o SUV. A tecnologia foi desenvolvida no Brasil e no Japão, com base no protótipo SOFC.

NISSAN
Deixe sua opinião