Você está lendo...
Nissan mostra novo Sentra no Salão de Xangai
Notícias

Nissan mostra novo Sentra no Salão de Xangai

Novo Sentra, que na China se chama Sylphy, mudou completamente

Redação

18 de abr, 2019 · 4 minutos de leitura.

Nissan Sentra Sylphy
Novo Sentra, que se chama Sylphy na China, é completamente diferente do modelo atual
Crédito:Nissan/Divulgação

A Nissan está renovando sua linha de sedãs. Depois de revelar o novo Versa (veja como ele ficou bem melhor, aqui), agora foi a vez do Sentra. O sedã médio foi apresentado no Salão de Xangai, na China. Lá, ele se chama Sylphy, e é um modelo totalmente novo.

INSCREVA-SE NO CANAL DO JORNAL DO CARRO NO YOUTUBE


Da mesma forma como ocorreu com o compacto Versa, o novo Sentra ganhou aspecto que o aproxima dos sedãs maiores da marca, caso do Altima e Maxima (que não são oferecidos no Brasil). O modelo ficou mais largo e está com centro de gravidade mais baixo. Além do visual muito mais moderno, se comparado ao carro atual, a Nissan informa que o coeficiente aerodinâmico é de apenas 0,26. Para se ter uma ideia de o que isso significa, basta dizer que é a mesma resistência ao ar oferecida pelo esportivo GT-R.

 

Vídeo da semana: M2 Competition e TT RS vão para a pista


 

Interior do Sentra também mudou

Além do exterior totalmente rejuvenescido, o interior também é outro. O Sentra recebeu uma grande central multimídia (8") com tela destacada do painel (o que é uma tendência), e três saídas de ar circulares no centro. Elas são parecidas com as empregadas pela Mercedes e Audi.


O quadro de instrumentos mantém dois mostradores analógicos (velocímetro e conta-giros), e um display digital de 7" entre eles. A aparência melhorou muito, mas é possível notar que volante e teclas dos vidros são os mesmos do modelo atual. A foto revela também que apenas a janela do motorista tem comando "um toque" (para subida e descida totais).

Veja o pega entre Audi TT RS e BMW M2 Competition na pista: 


A montadora não divulgou dados técnicos do sedã, mas o que se sabe é que a transmissão automática continuamente variável (Xtronic) permanece. Como era de se esperar, suspensão e direção também foram aprimoradas. De acordo com a Nissan, a rigidez da carroceria aumentou, para melhorar a dirigibilidade.

Entre as tecnologias voltadas à segurança estão frenagem automática de emergência, sensores de ponto cego e de mudança involuntária de faixa.


Ainda não há informações sobre a chegada do modelo ao Brasil.

Deixe sua opinião