Você está lendo...
Nivus, Polo, Saveiro e Virtus terão produção reduzida por falta de chips
Mercado

Nivus, Polo, Saveiro e Virtus terão produção reduzida por falta de chips

Escassez de chips obriga Volkswagen a operar em apenas um turno na fábrica de São Bernardo do Campo (SP); produção do T-Cross, no Paraná, permanece intacta

Vagner Aquino, especial para o Jornal do Carro

19 de out, 2021 · 6 minutos de leitura.

VW
Volkswagen Nivus deve amargar baixa em vendas por causa da paralisação da fábrica da Anchieta; modelo vendeu 3.356 unidades no mês passado
Crédito:Volkswagen/Divulgação

A Volkswagen não confirma, mas a partir do dia 1 de novembro, a fábrica da Anchieta, em São Bernardo do Campo (SP), vai começar a operar em apenas um turno por falta de chips. A informação é do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC. Tendo em vista essa paralisação - que vai suspender temporariamente os contratos de trabalho (lay-off) de 1,5 mil funcionários por até cinco meses - entende-se que a produção de Nivus, Polo, Saveiro e Virtus será fortemente afetada, refletindo diretamente nos números de vendas.

chips
Volkswagen/Divulgação

De acordo com a Fenabrave, associação que reúne os concessionários do País, o T-Cross (produzido em São José dos Pinhais, Paraná) é o modelo mais vendido da marca. Foram, em setembro, 5.733 unidades. Nesse sentido, o SUV ocupou o quinto lugar do ranking geral de vendas de automóveis e comerciais leves do período. Já o Nivus, o segundo VW mais emplacado do Brasil, ficou apenas no 16º lugar da lista. Foram, entretanto, 3.356 unidades.


De olho nesses números, o Jornal do Carro procurou a Volkswagen para entender se a priorização da planta paranaense - que opera em ritmo normal - seria uma espécie de estratégia para alavancar ainda mais as vendas do T-Cross. A marca, entretanto, não quis se manifestar, tampouco confirmou a paralisação.

Tudo em nome dos SUVs

Conforme o Jornal do Carro tem noticiado constantemente, os SUVs são "a bola da vez" no mercado brasileiro. E a Volkswagen vem demonstrando isso, na prática, ao longo dos últimos meses. Primeiro o up! foi aposentado. Mais recentemente, o Fox deixou as linhas de produção da planta de Pinhais, segundo a própria Volks, para "abrir espaço para o T-Cross". Além disso, entre 2020 e 2021, os Nivus e Taos engordaram a gama de utilitários esportivos da marca.

chips
Vagner Aquino/Jornal do Carro

Ou seja, a estratégia da Volkswagen está bastante clara, afinal, com a prerrogativa da crise dos chips, a marca vem priorizando quem dá mais lucro. Nesse sentido, basta fazer uma soma simples. Juntos, Nivus, Polo e Virtus somaram 5.356 unidades em setembro, o que dá 377 unidades a menos que o montante alcançado apenas pelo T-Cross.

Tendo em vista que a Saveiro não é páreo para a Fiat Strada (vendeu apenas 1/4 da rival no período), uma simples análise permite entender o motivo de a Volkswagen priorizar a manutenção da planta paranaense em detrimento da fábrica da Anchieta. Ainda em números, cabe lembrar que, em agosto, o T-Cross registrou 6.698 unidades emplacadas - quase o dobro do Nivus, com 3.625 no período. Por fim, a escassez dos demais modelos pode empurrar o consumidor para o SUV compacto, que, inclusive, deve alcançar a liderança da categoria já em outubro (veja lista abaixo).

Tracker também vai cair nas vendas de outubro

E enquanto o Nivus vem sendo prejudicado em vendas por causa das constantes paralisações de produção, quem também está em maus lençóis é o rival Tracker. Após recente retorno às atividades, os funcionários da planta da General Motors de São Caetano do Sul (SP) - que ficou parada por meses em nome da falta de chips - entraram em greve no último dia 1. Foram 13 dias reivindicando melhores condições salariais, benefícios e direitos.


GM
Chevrolet/Divulgação

A situação, no entanto, complicou os planos da GM de turbinar os emplacamentos do Tracker, que vinha crescendo em vendas. Em agosto e setembro, respectivamente, emplacou 1.293 unidades e 3.936 unidades.

Cabe salientar que o SUV chegou a ser o mais vendido da categoria em março (com 6.410 unidades). No entanto, amargou queda drástica com a crise dos chips e, em julho, registrou apenas 244 emplacamentos, de acordo com números da Fenabrave. Com base nisso, certamente, haverá uma nova "dança das cadeiras" no fechamento do mês de outubro.


Acompanhe, abaixo, os 9 SUVs mais vendidos na lista parcial de outubro da Fenabrave:

1º) Volkswagen T-Cross - 3.063
2º) Hyundai Creta - 2.710
3º) Chevrolet Tracker - 2.554
4º) Jeep Renegade - 2.180
5º) Jeep Compass - 2.104
6º) Volkswagen Nivus - 2.079
7º) Toyota Corolla Cross - 1.472
8º) Honda HR-V - 1.332
9º) Nissan Kicks - 884

O Jornal do Carro está no Youtube

Inscreva-se