Você está lendo...
Novo Chery Tiggo 2 é patenteado na Argentina e será feito no Brasil
Notícias

Novo Chery Tiggo 2 é patenteado na Argentina e será feito no Brasil

SUV compacto da Chery chega com dianteira renovada, interior mais sofisticado e nova mecânica; lançamento está previsto para este ano

Vagner Aquino

11 de jan, 2021 · 3 minutos de leitura.

motor
Caoa Chery Tiggo 2 deve chegar em abril ao mercado brasileiro
Crédito:Chery/Divulgação

A Chery patenteou o novo Tiggo 2 na Argentina, conforme publicou o site Parabrisas. A chegada do modelo, que será produzido na fábrica brasileira da marca em Jacareí (SP), está prevista para este ano. O movimento faz parte do novo ciclo de investimentos da empresa no Brasil, que inclui R$ 5 bilhões para a produção de novos carros em Anápolis (GO).

Chery
Reprodução/Parabrisas

Conforme divulgado pelo Jornal do Carro, o Tiggo 2 já adotou visual novo na China. Ou seja, o modelo atual (lançado em agosto como linha 2021) vai mudar de cara em breve. O modelo já foi visto em testes por aqui e, apesar de manter a carroceria, tem incrementos visuais como dianteira à lá Fiat Toro - com faróis posicionados abaixo de um filete de luzes de LEDs e nova grade - e para-choque redesenhado.


Chery
Chery/Divulgação

Itens e interior do Chery Tiggo 2

O Tiggo 2, contudo, tem novas rodas e disposição de luzes diferenciada nas lanternas traseiras (que mantém o contorno). Internamente, tem painel de instrumentos, saídas de ar-condicionado e central multimídia renovados. Esta última, no entanto, agora com tela de nove polegadas. Os materiais, segundo informações, estão mais sofisticados. Em síntese, oferece também: comandos de climatização, console, alavanca de câmbio e volante com novos contornos.



Sem confirmação por parte da fabricante, informações apontam que o motor - com partida por botão - seja substituído. De olho em mais economia e desempenho, sai de cena o 1.5 16V SOHC de 115 cv de potência máxima e entra o 1.0 turbo três cilindros de 120 cv. O câmbio também muda. O automático de quatro velocidades dá lugar ao CVT ? continuamente variável - com sete marchas simuladas.


O Jornal do Carro está no Youtube

Inscreva-se

Deixe sua opinião