Você está lendo...
Novo Hyundai Creta chega ao Brasil no começo do 2º semestre com desenho polêmico
Notícias

Novo Hyundai Creta chega ao Brasil no começo do 2º semestre com desenho polêmico

Modelo deverá chegar entre agosto e setembro com opção de motor 1.0 turbo do HB20. Traseira do Creta muda completamente e altera disposição das lanternas

Emily Nery, para o Jornal do Carro

05 de fev, 2021 · 4 minutos de leitura.

Hyundai Creta chinês
Hyundai Creta chinês
Crédito:Divulgação/Hyundai

Foi em 2019 que a nova geração do Hyundai ix25 surgiu no Salão de Xangai na China. Derivado da base do Creta, o irmão chinês será referência da nova geração do SUV brasileiro. Que, por sua vez, deve ser apresentada no Brasil logo no começo do segundo semestre deste ano.

O lançamento do modelo deverá acontecer no mesmo mês da apresentação da atual geração do HB20, ou seja, em setembro. Procurados pelo Jornal do Carro, os concessionários informaram que é certo que o veículo chegará no segundo semestre. Todavia, alguns não souberam informar especificamente o mês e outros afirmaram que poderia vir em agosto ou em setembro.

Hyundai Creta chinês
Versão chinesa do Creta chama-se ix25 Divulgação/Hyundai

Vale enfatizar que o design do ix25 é polêmico. A empresa, entretanto, fez algumas leves alterações no produto para oferecê-lo no mercado indiano, onde é o carro chefe da Hyundai. Ou seja, devemos receber o desenho controverso virá de qualquer maneira.

Por outro lado, uma mudança significativa no produto vendido nos dois mercados é a central multimídia. Enquanto no mercado chinês a tela é vertical (como um tablet) e se integral ao console, na Índia ela é horizontal e ainda apresenta alguns botões de comando.

Interior do Hyundai Creta chinês
Central multimídia se integra ao console central Divulgação/Hyundai

Motor 1.0 turbo de HB20

A novidade para o Creta brasileiro ficará por conta da adoção do motor 1.0 turbo do HB20, que gera até 120 cv e 17,5 mkgf com etanol. Ele será acoplado ao mesmo câmbio do hatch, manual ou automático de seis marchas. Hoje, o SUV utiliza os motores 1.6 Gamma de 130 cv a etanol e 6,5 kgfm, além do propulsor 2.0 Nu de 166 cv de potência no etanol e 20,5 kgfm de torque. É provável que ao menos uma dessas opções de trem de força sigam na linha 2022.

Em 2020, o Creta foi o quinto SUV que mais emplacou no Brasil com 47.757 unidades segundo a Fenabrave. Contudo, ele já atingiu a vice-liderança em 2018, quando vendeu quase 49 mil unidades.

Creta indiano
Creta indiano troca desenhos chineses das rodas e da grade, por exemplo Divulgação/Hyundai

Dessa forma, é um bom momento para a chegada da segunda geração, tendo em vista que o Brasil receberá produtos que, diretamente ou indiretamente, podem roubar a parcela do mercado do SUV compacto. Entram na lista, o Volkswagen Taos, Toyota T-Cross, Nissan Kicks e Jeep Compass, por exemplo.

O Jornal do Carro está no Youtube

Inscreva-se