Você está lendo...
Novo Renault Duster híbrido roda quase 1.000 km com um tanque
Notícias

Novo Renault Duster híbrido roda quase 1.000 km com um tanque

Terceira geração do Duster está disponível em três versões, sendo a PHEV com autonomia de 980 km; SUV deverá vir ao Brasil em 2025

Thais Villaça, Especial para o Jornal do Carro

12 de fev, 2024 · 5 minutos de leitura.

Publicidade

Renault Duster
Renault Duster tem 980 km de autonomia e roda até 24,5 km/l
Crédito:Renault/Divulgação

Depois de revelar o visual da terceira geração do Duster (e até o preço), agora a Renault dá detalhes sobre os dados técnicos e mostra o interior do SUV. Apesar das semelhanças com o “gêmeo” da Dacia - a subsidiária romena da montadora francesa - há também algumas diferenças.

Com produção na Turquia, o modelo é baseado na plataforma CMF-B, um dos frutos da aliança Renault-Nissan-Mitsubishi. Mesmo que as motorizações e versões já fossem conhecidas, nem todas as informações estavam disponíveis.



Por exemplo, a autonomia da versão híbrida plug-in E-Tech Full Hybrid. Conforme o site da marca na Turquia, o SUV pode rodar até 980 km com um tanque de combustível no ciclo WLTP. O consumo pode chegar aos 24,5 km/l nessa mesma configuração. Sob o capô o conjunto é formado por um motor 1.6 a gasolina aliado a um elétrico com bateria de 1.2 kWh. Juntos, rendem 140 cv.

Publicidade


Além disso, o Duster E-Tech traz ainda uma tela sensível ao toque de 10,1 polegadas para a central multimídia. Por lá, é possível controlar as funções do carro, além de oferecer conectividade com Apple CarPlay e Android Auto sem fio.

Renault Duster 2024
Renault/Divulgação

O que mudou no novo Duster?

Além de trocar a plataforma B0 para a mais moderna CMF-B, o Duster mudou consideravelmente seu design, apesar de não perder a identidade. Seu visual remete muito ao conceito Bigster, revelado em 2021. Na dianteira, o nome Renault se destaca em letras maiúsculas. O logotipo da marca não aparece na frente, mas sim apenas na tampa do porta-malas e no miolo das rodas.


Nas medidas, o SUV tem 4,34 metros de comprimento, 1,81 m de largura, 1,66 m de altura e 2,66 m de entre-eixos. O porta-malas leva até 472 litros. Já por dentro, o carro ficou mais tecnológico e moderno.

Fora o híbrido plug-in, o modelo terá outras duas opções de motor. A versão de entrada tem um 1.0 de três cilindros abastecido a  gás liquefeito de petróleo (GLP) de 100 cv de potência. A híbrida leve traz um 1.2 de três cilindros com sistema de 48 volts para entregar 130 cv. Tanto a PHEV quanto a MHEV também terão tração 4x4 e cinco cinco modos de condução: Eco, Auto, Neve, Lama e Areia e Off-Road. 

Renault Duster
Renault/Divulgação

Vem para o Brasil?

A terceira geração do SUV deve chegar em algum momento ao Brasil, mas não neste ano - provavelmente apenas em meados de 2025. Isso porque, por aqui, o Duster foi reestilizado recentemente e recebeu o sobrenome Plus. Essa manobra servirá para a Renault dar um fôlego ao modelo antes da chegada da nova geração. Os preços variam de R$ 122.290 a R$ 153.990.

Mas ainda não se sabe qual será o trem de força da configuração vendida aqui, já que nenhuma delas está confirmada para o nosso mercado. Nem se a tração integral será uma opção para os brasileiros. Lembrando que o Duster já teve uma versão 2.0 4x4 por aqui, mas que saiu de linha em 2020.

Na Europa, o Duster 2024 parte de 18.800 euros (pouco mais de R$ 100 mil na atual conversão direta) na versão GLP. As opções híbrida leve TCe 130 e a híbrida 140, entretanto, começam em 21.600 euros (R$ 115 mil) e 25.150 euros (quase R$ 135 mil), respectivamente.


Siga o Jornal do Carro no Instagram!

O Jornal do Carro está no Youtube

Inscreva-se
Deixe sua opinião