Você está lendo...
Novo Renault Duster tira nota zero no teste de segurança do Latin NCAP
Notícias

Novo Renault Duster tira nota zero no teste de segurança do Latin NCAP

Mesmo equipado com controle de estabilidade, SUV Renault Duster zera prova do Latin NCAP por não ter airbags laterais; Renault emite nota

Diogo de Oliveira

27 de ago, 2021 · 8 minutos de leitura.

Renault Duster crash test Latin NCAP
Novo Renault Duster é reprovado e recebe zero estrela em crash test do Latin NCAP
Crédito:Latin NCAP/Divulgação

Desde que o Latin NCAP passou a considerar o impacto lateral como critério para avaliação dos crash tests, os carros sem airbags laterais são sempre reprovados. Na nova bateria realizada pelo órgão, a mais nova vítima é o Renault Duster. O SUV compacto acaba de ser reprovado com zero estrela para passageiros adultos e também para crianças.

Mesmo com controle eletrônico de estabilidade (ESC) de série, o Renault Duster feito em São José dos Pinhais (PR) zerou a prova por causa do novo protocolo. Assim, obteve como resultado 29,47% na proteção de adultos, 22,93% na de crianças, e, finalmente, 50,79% na proteção de pedestres. Além disso, ficou com uma avaliação ruim de 34,88% para os sistemas de assistência de segurança, que são poucos no modelo.

Segundo o Latin NCAP, o Duster produzido na América do Sul não traz os airbags laterais e do tipo cortina, tal como ocorre na versão vendida nos mercados europeus. Ainda de acordo com o boletim da organização, no teste de impacto frontal, o SUV apresentou estrutura instável e perda de combustível. Para completar, as portas se abriram na batida, o que mostra fragilidade na arquitetura e também determina a reprovação.


Duster
Renault/Divulgação

Latin NCAP quer recall do Duster

Além do resultado péssimo, o Latin NCAP quer que a Renault faça um recall do Duster. Isso por causa da perda de combustível registrada no impacto frontal. No comunicado, o órgão diz que "exige ações da Renault, não só resolvendo o problema na produção, mas também fazendo um recall das unidades vendidas no mercado".

O Latin NCAP diz ainda que, da mesma forma, a abertura da porta no impacto lateral "exige ação imediata da Renault, pois apresenta sério risco de ejeção do passageiro".


Segundo Alejandro Furas, Secretário-Geral do Latin NCAP, o consumidor brasileiro tem que ser mais criterioso e exigir carros melhores. "A segurança básica dos veículos, padrão em mercados de economias maduras, é um direito que os consumidores da América Latina e do Caribe. E eles devem exigir sem ter que pagar a mais. Esses elementos de segurança atuam como vacinas para uma das pandemias mais graves, como mortes e ferimentos causados por acidentes de trânsito", reforçou Furas.

Veja abaixo o vídeo da colisão do Renault Duster:


Suzuki Swift também zera

Além do Renault Duster, o Suzuki Swift passou pelo crivo do Latin NCAP e também foi reprovado com zero estrela. Neste caso, foram avaliadas unidades importadas - já que o hatch é feito na Índia e no Japão. E a nota do Swift foi ainda pior que a do Duster, porque o modelo não traz o controle de estabilidade de série, e vem de série somente com dois airbags.

Hyundai
Latin NCAP/Divulgação

Ka e HB20 também zeraram crash test

No fim de 2020, antes de a Ford encerrar a produção de carros no Brasil, o Latin NCAP avaliou mais uma vez o Ka. A bateria também teve a presença do Hyundai HB20. Pois a dupla de hatches populares também obteve zero estrela na avaliação do órgão. Tanto o modelo da marca sul-coreana feito em Piracicaba (SP) quanto o da norte-americana tiveram avaliações das versões hatch e sedã com resultados aquém do esperado.


O Latin NCAP argumenta, portanto, que os resultados ruins se devem, sobretudo, à ausência de controle de estabilidade e de mais airbags (além dos frontais). Cerca de um mês depois, a Ford, então, anunciaria o fim da produção do Ka em Camaçari (BA).



Nota oficial da Renault

Após a divulgação dos resultados do novo Duster pelo Latin NCAP, a Renault se retratou por meio de nota oficial, na qual informa que:

  • O veículo Duster, que teve o seu teste divulgado em agosto de 2021, é exatamente o mesmo em termos de conteúdos de segurança ativa e passiva. Isso em relação ao veículo que obteve quatro estrelas na proteção para adultos e três estrelas na proteção para crianças, em teste realizado pela mesma instituição em 2019;
  • Em 2020, o Latin NCAP mudou os protocolos de testes e, por conta disso, os resultados são diferentes;
  • É importante reforçar que o Renault Duster cumpre rigorosamente as regulamentações nos países em que é comercializado, e as supera em alguns quesitos. O modelo traz diversos equipamentos de segurança como ESP, alerta de ponto cego, câmera Multiview, assistente de partida em rampa, entre outros que não são obrigatórios por lei;
  • A Renault considera que, assim como houve uma grande evolução na segurança veicular nos últimos anos, o tema seguirá evoluindo. E a Renault continuará a oferecer produtos com alto nível de segurança.

O Jornal do Carro está no Youtube

Inscreva-se