carro popular
Chevrolet/Divulgação

Os sedãs mais econômicos e com os piores consumos de 2023 pelo Inmetro

Lista do Inmetro tem páreo duro entre sedãs de Honda e Toyota, e Onix Plus como vencedor. Entre os gastões, modelos de luxo dominam

Por Rodrigo Tavares 07 de mar, 2023 · 8m de leitura.

Relevantes no mercado nacional, os sedãs disputam acirradamente um espaço nas garagens dos brasileiros. Para famílias maiores que precisam de porta-malas grande, não tem SUV compacto com bagageiro de sedã. Mas a vantagem não está só no bagageiro. O arrasto aerodinâmico menor e o centro de gravidade mais baixo fazem os sedãs serem mais econômicos que os SUVs.

Por isso, o Jornal do Carro traz a lista dos modelos mais econômicos no Brasil em 2023, segundo o Programa Brasileiro de Etiquetagem Veicular (PBEV) do Inmetro. Em seguida, apontamos os modelos com os piores consumos.

Sedãs mais econômicos de 2023

5°) Honda City sedã 1.5 CVT

Honda City Touring
Honda City sedã 2023 (Diogo de Oliveira/Estadão)

O Honda City, sedã compacto da marca japonesa, é atualmente o quinto colocado do ranking. Com motor 1.5 flex de até 126 cv e 15,8 mkgf de torque (com etanol), o modelo faz médias de 9,2 km/l na cidade e de 10,5 km/l na estrada com o combustível vegetal. Já com gasolina, os números vão a 13, km/l e 15,2 km/l, na cidade e na estrada, respectivamente.

4°) Toyota Corolla Hybrid

Toyota
Toyota Corolla sedã (Toyota/Divulgação)

O Toyota Corolla é o único híbrido flex da lista, mas nem por isso é o mais econômico. O sedã médio, que parte de R$ 177.690 na versão com auxílio de motores elétricos e baterias, tem médias de consumo de 11,8 km/l na cidade e de 10,5 km/l na estrada, com etanol. Com gasolina, entretanto, o consumo melhora bastante e passa a 17,9 km/l na cidade e 15,4 km/l na estrada.

3°) Volkswagen Virtus 170 TSI

VW Virtus 2023
VW Virtus 2023 ganhou reestilização em fevereiro (Jady Peroni/Jornal do Carro)

Versão sedã do Polo, o VW Virtus é dono do terceiro lugar entre os mais econômicos do País. Com motor 1.0 turbo de 116 cv e 16,5 mkgf de torque, o sedã tem médias de 9,2km/l na cidade e 11,3km/l na estrada, com etanol. Com gasolina, contudo, ele vai a 13,5km/l e 15,9km/l, na cidade e na estrada, respectivamente.


2°) Fiat Cronos Drive 1.0 flex

Fiat Cronos 1.0 em teste do Jornal do Carro (Eugênio Brito/Jornal do Carro)

Versão sedã do hatch Argo, o Fiat Cronos aparece na vice liderança do ranking, com médias muito boas. Com o motor 1.0 aspirado de 75 cv e 10,7 mkgf (com etanol) e câmbio manual de cinco marchas, o sedã compacto faz até 9,9 km/l na cidade, e 11,4 km/l na estrada, usando o combustível vegetal. Com gasolina, rende 14 km/l na cidade e 16,1 km/l na estrada.

1°) Chevrolet Onix Plus 1.0 flex

sedãs usados Chevrolet Onix Plus
Chevrolet Onix Plus 2023 (Chevrolet/Divulgação)

O título de sedã nacional mais econômico vai para o Chevrolet Onix Plus, que, na versão 1.0 aspirada com câmbio manual de 6 marchas, tem excelentes médias de consumo. Suas elas: 9,5 km/l na cidade e 12,4 km/l na estrada com etanol, e 13,6 km/l e até 17,5 km/l na estrada com gasolina. Assim, é o sedã mais econômico do País segundo o Inmetro.


Entretanto, nem todos os sedãs são tão eficientes no consumo. A seguir, veja os cinco modelos que mais queimam combustível na Tabela 2023 do PBVE.

5°) Caoa Chery Arizzo 6

Arizzo 6
Caoa Chery Arrizo 6 Pro (Caoa Chery/Divulgação)

O Caoa Chery Arizzo 6 assume a lanterna entre os 5 sedãs mais beberrões do país. Com motor 1.5 Turbo e câmbio CVT, o sedã faz até 7,4 km/l na cidade e só 9,2 km/l na estrada, com etanol. Por isso, com gasolina, as médias mudam sensivelmente, passando a 10,6km/l na cidade, e 13,4 km/l na estrada.

4°) Audi A3 Sedã

Audi A3 Sedã (Audi/Divulgação)

Derivado conhecido do hatch, e com ênfase em esportividade, o Audi A3 Sedã atende à quem quer a desempenho e luxo, mas não necessariamente economia. Terceiro lugar na lista, ele faz 10,2km/l na cidade e 12,6km/l na estrada, sempre com gasolina.

3°) Mercedes-Benz E300

E300
Mercedes-Benz Classe E 2023 (Mercedes-Benz/Divulgação)

Modelo mais luxuoso (e caro) da lista, o Mercedes-Benz E300 é também um dos mais gastões quando o assunto é consumo. Seu motor 2.0 turbo de 258 cv pode parecer econômico, entretanto, ele entrega médias de 8,9km/l na cidade e 12 km/l na estrada, sempre com gasolina.

2°) Mercedes-Benz A35 AMG Sedã 4Matic

Mercedes AMG-A35-lado
Mercedes-Benz Classe A35 AMG 4Matic (Mercedes-Benz/Divulgação)

Novamente a estrela de 3 pontas figura na lista, desta vez no segundo lugar entre os mais beberrões. o sedã esportivo A35 AMG 4Matic naturalmente não prioriza o consumo, ou seja, suas médias, sempre com gasolina, não são muito animadoras. Na cidade, ele faz 9,1km/l, e na estrada,11,5 km/l.

1°) Maserati Ghibli

Maserati-Ghibli-frente
Maserati Ghibli (Maserati/Divulgação)

Único carro da marca presente na lista, o Maserati Ghibli é o sedã menos econômico do Brasil em 2023, segundo dados do Inmetro. Embora seja referência em luxo e potência, ele também é dono da pior média de consumo do PBVE na categoria. Por isso, sempre abastecido com gasolina, o sedã italiano faz apenas 8 km/l na cidade, e 10,4 km/l na estrada.

O Jornal do Carro está no Youtube

Inscreva-se

Newsletter Jornal do Carro

Complete seu cadastro para receber as últimas notícias do Jornal do Carro diretamente no seu e-mail.

Campo obrigatório
Campo obrigatório
Cep inválido
CPF/CNPJ inválido
Telefone inválido
Tudo certo!

Seu cadastro foi enviado. Em breve você receberá as últimas notícias do Jornal do Carro diretamente no seu e-mail.