Pandemia faz Ford atrasar lançamentos mais importantes de 2020

Nova geração da F-150 e novos Mach-E e Bronco Sport ficarão para o fim do ano. Pandemia empurra sucessor direto do Bronco para 2021

pandemia
Novo Mustang Mach-E terá início da produção adiada Crédito: Ford/Divulgação

A Ford deve atrasar seus três principais lançamentos programados para 2020 por causa da pandemia de covid-19. A marca pretendia começar as vendas do Mustang Mach-E, mostrar o novo Bronco e ainda uma nova geração da F-150. Os lançamentos precisaram ser adiados, já que a marca teve que fechar fábricas para ajudar a conter a disseminação do novo coronavírus nos Estados Unidos.

Inscreva-se no canal do Jornal do Carro no YouTube

Veja vídeos de testes de carros e motos, lançamentos, panoramas, análises, entrevistas e o que acontece no mundo automotivo em outros países!

Inscrever-se

As linhas de produção da marca ficaram paradas cerca de dois meses e retomaram a produção nesta semana. A fabricante retomou nesta segunda-feira (18) a produção em nada menos que 24 fábricas em todo o mundo.

A Ford indica que os lançamentos devem ser atrasados pelo mesmo tempo em que as fábricas ficaram paradas. Isso deve significar que Mach-E e F-150 ainda sejam lançados em 2020. A nova geração da F-150 começará a ser produzida em setembro, com lançamento até o fim do ano.



Possivelmente o Bronco Sport, versão menor do aguardado modelo, também ainda apareça neste ano. Mas Bronco, que seria a maior estrela do ano, deve ficar para o início de 2021.

Pandemia causa prejuízo billionário

A empresa precisará correr para tentar amortizar ao menos parte dos enormes prejuízos causados pelas paralisações. A marca prevê encerrar o semestre com cerca de US$ 5 bilhões no período. Portanto, precisa voltar a produzir e vender carros o mais rápido possível.

Ofertas exclusivas

Veja todas as condições especiais

Notícias relacionadas


Ofertas 0KM

Mais ofertas

Mais ofertas exclusivas

Veja todas as condições especiais