Você está lendo...
Picape Renault Alaskan é clicada no Brasil e lançamento esquenta
Mercado

Picape Renault Alaskan é clicada no Brasil e lançamento esquenta

Alaskan pode, enfim, vir ao Brasil importada da Argentina. Renault afirma que a picape média deve chegar "em momento oportuno"

Emily Nery, Especial para o Jornal do Carro

22 de jun, 2021 · 5 minutos de leitura.

Renault Alaskan é flagrada no Brasil
Renault Alaskan é flagrada no Brasil
Crédito:Reprodução/Instagram @bfmsoficial

Faz pouco tempo, noticiamos aqui no Jornal do Carro que a Renault estaria em negociações para trazer a picape média Alaskan para o Brasil. A montadora, no entanto, afirmou que o modelo é importante, mas o momento certo para sua vinda não havia chegado.

Dessa forma, ainda não está certo quando será esse momento. Mas o lançamento da picape esquentou essa semana com o registro de algumas unidades da Alaskan desembarcado em solo brasileiro.

As imagens compartilhadas no perfil BF//MS no Instagram mostram a picape em dois lugares diferentes. Em algumas fotos, as unidades desembarcam em um porto. Nas outras imagens, o veículo está em um caminhão-cegonha em Curitiba. É que a fábrica da montadora fica em São José dos Pinhais, região metropolitana da capital paranaense.


Renault Alaskan é flagrada no Brasil
Reprodução/Instagram @bfmsoficial

À venda na Colômbia e no Chile desde 2016, a Renault Alaskan começou a ser produzida na Argentina no final do ano passado. Uma vez que a vasta maioria das picapes médias vendidas no Brasil são importadas dos nossos vizinhos hermanos, é natural imaginar que o mesmo processo aconteça com o modelo da marca francesa.

Entretanto, até o momento, nada da Alaskan chegar ao Brasil. Flagrada por aqui várias vezes, a picape média chegou até a participar de forma tímida no último Salão do Automóvel de São Paulo, em 2018.


Renault Alaskan é flagrada no Brasil
Reprodução/Instagram @bfmsoficial

Mesma base da Frontier

Contudo, a Renault demonstrou cautela. Embora o Brasil seja um dos maiores mercados do mundo no segmento de picapes médias, a Nissan já vende a Frontier, irmã da Alaskan. Ambas dividem plataforma, carroceria e os motores 2.3 turbodiesel de 160 cv, ou 2.3 biturbo de 190 cv.

Outro modelo que divide a plataforma com a Nissan Frontier é a Mercedes-Benz Classe X, cujo projeto nem chegou ao Brasil.


No Brasil, a Renault comercializa a Oroch, picape intermediária rival da Fiat Toro, cujo segmento ganhará uma enxurrada de novos modelos. Porém, nas vendas, a picape Duster nunca foi bem. Assim, as experiências da Renault parecem pedir certa cautela.

parceria
Picape Classe X dividia a plataforma com a Alaska e a Frontier Mercedes-Benz/Divulgação

Tanto é que, quando questionado sobre a vinda da Alaskan para cá, o presidente da fábrica da Renault na Argentina, Pablo Sibila, comentou que a picape é um produto importante para um ?segmento extremamente competitivo?. No entanto, a hora não chegou.


Ou seja, o lançamento da picape no Brasil pode ocorrer logo, ou está apenas aguardando um momento mais conveniente.



Equipamentos e preços

De fato, Alaskan tem um acabamento um pouco mais simples do que a Frontier. Ainda sim, adota uma boa lista de equipamentos, com câmera 360°, chave inteligente, partida por botão, controle de cruzeiro, bem como ar-condicionado de duas zonas.

Na Argentina, a Renault comercializa a picape em sete versões a partir de 3,37 milhões de pesos argentinos, ou R$ 177,3 mil na conversão direta. Todavia, o valor pode chegar aos R$ 311 mil na versão de topo Iconic AT. A Frontier, por exemplo, inicia em R$ 191.890 e custa até R$ 260.390.


O Jornal do Carro está no Youtube

Inscreva-se