Você está lendo...
Por falta de chips, Fiat Toro troca internet a bordo por revisões grátis
Mercado

Por falta de chips, Fiat Toro troca internet a bordo por revisões grátis

Sem o pacote Connect Me, Fiat Toro terá as duas primeiras revisões de graça; marca afirma que outros recursos continuam intactos

Jady Peroni, especial para o Jornal do Carro

17 de jan, 2022 · 5 minutos de leitura.

Fiat Toro Volcano
Sem pacote Connect Me, Fiat Toro continua com GPS nativo e conexão Android Auto e Apple CarPlay
Crédito:Fiat/Divulgação

Os impactos provocados pela pandemia da Covid-19 estão longe de terminar e a crise dos chips volta a afetar a Fiat. Depois de interromper a produção na fábrica de Betim (MG), em 2021, a partir desta semana a picape Toro não terá mais o pacote Connect Me, com sistema de conexão 4G e Wi-Fi nativo.

No comunicado de ''Termo de Ajuste e Compensação'', a marca italiana afirmou que essa modificação vale somente para modelos que ainda não foram entregues aos clientes. Dessa forma, o recurso passa a vir como um opcional, mas não teve os valores divulgados até o momento.

Apesar das alterações, a montadora reiterou que a ausência do Connect Me não afeta outros recursos disponíveis nas centrais multimídias. Portanto, funções como GPS nativo e conexão com Android Auto e Apple CarPlay continuam fazendo parte dos equipamentos da picape.


Fiat Toro Ultra 2022
Divulgação/Fiat

Revisão de graça

Para driblar a situação, a Fiat está com uma ação que inclui as duas primeiras revisões grátis para quem já fez encomendas da Toro. De acordo com a marca, essa é uma maneira de minimizar o impacto da ausência do sistema de conexão a internet.

Sendo assim, os futuros donos do modelo 2022 da picape terão uma economia significativa no serviço. No modelo Volcano Flex, por exemplo, os proprietários vão economizar cerca de R$1.108,00. Já para as versões Volcano, Ranch e Ultra, que possuem motor a diesel, o valor é de R$1.972,00.




É importante reforçar que os modelos acima são os únicos que vinham com o pacote Connect Me de fábrica. Então, apenas essas versões ganham o benefício das revisões. Para formalizar, a Fiat informou que os clientes devem preencher um termo de anuência. O documento está disponível diretamente nas concessionárias ou em anexo no comunicado.

Relembre o caso

A Fiat começou a pisar no freio em agosto de 2021, quando interrompeu a produção de modelos como Argo, Doblò, Fiorino, Grand Siena, Mobi, Strada e Uno. Na época, a marca do grupo Stellantis disse que "em decorrência da escassez mundial de chips, a fábrica de Betim paralisou as atividades em um turno de apenas uma das linhas de produção pelo período de 10 dias, a fim de ajustar o volume de produção à disponibilidade de peças".

ranking fiat
Divulgação/Fiat

No entanto, apesar de diminuir o ritmo de mercado por um período, a marca conseguiu se reerguer no ranking de vendas. Isso aconteceu, principalmente, porque outras montadoras foram afetas drasticamente pela crise, como é o caso da Chevrolet, que ficou sem produzir o Onix por cerca de seis meses.

Recuperação

Mesmo com resultados abaixo da média, alguns modelos da Fiat tiveram presença no ranking de emplacamentos de 2021. A Fiat Strada, por exemplo, não deu chances aos rivais e ficou isolada no topo do ranking com quase 110 mil unidades emplacadas, uma diferença de mais de 30 mil em relação à picape Toro. Já o Argo, que teve uma disputa acirrada com o Hyundai HB20, fechou o ano em terceiro lugar. No total, foram 84.644 unidades vendidas.

Mas, com as incertezas do futuro da indústria, o cenário pode mudar de uma hora para outra. Por isso, resta apenas esperar para ver como o mercado vai se portar e quais serão os próximos passos das montadoras no Brasil.  


O Jornal do Carro está no Youtube

Inscreva-se
Fiat Mobi Easy
Oferta exclusiva

Fiat Mobi Easy