Você está lendo...
Porsche Taycan ganha versão de entrada com tração apenas traseira
Notícias

Porsche Taycan ganha versão de entrada com tração apenas traseira

Chamada apenas de Taycan, nova versão do superesportivo elétrico da Porsche custa o equivalente a R$ 423 mil e entrega 408 cv de potência

Diogo de Oliveira, Especial para o Estado

24 de jan, 2021 · 5 minutos de leitura.

Porsche lança nova versão de entrada do superesportivo elétrico Taycan
Crédito:Porsche/Divulgação

Com pouco mais de um ano de mercado, o Porsche Taycan é um sucesso de vendas. Toda a produção do esportivo elétrico já está encomendada nos próximos meses. Apesar disso, a marca alemã acaba de ampliar o portfólio do modelo com a chegada da nova versão básica.

Chamada apenas de Taycan, a configuração completa a gama ao lado das versões 4S, Turbo e Turbo S. Entretanto, o modelo de entrada chega com preço razoavelmente menor, a partir de US$ 79.900 ou aproximadamente R$ 423 mil na conversão direta, sem tarifas.

Porsche Taycan ganha nova versão de entrada mais leve e com até 476 cv de potência
Porsche/Divulgação

Por esse valor, a conclusão óbvia é de que ter um carro elétrico ainda custa muito dinheiro, sobretudo se for um modelo de alto desempenho como o Porsche Taycan. Contudo, a redução em relação ao Taycan 4S, que custa a partir de US$ 103.800 (cerca de R$ 550 mil), é substancial.

Mais barato e leve

O Porsche Taycan de entrada não deve nada às demais versões em design. No entanto, o esportivo perdeu conteúdos, o que acabou por reduzir o seu peso em consideráveis 200 kg. Segundo a Porsche, a dieta se deve, em grande parte, ao sistema de tração apenas traseira.

Porsche Taycan ganha nova versão de entrada mais leve e com até 476 cv de potência
Porsche/Divulgação

Entretanto, o Taycan basicão traz o mesmo pacote de baterias e motor da versão intermediária 4S. Bem como a transmissão automática presente em toda a linha. O pacote Performance Battery, portanto, possui 79,2 kWh e uma taxa de carga de até 225 kW para estações de alta voltagem.

Além dele, os clientes podem adquirir opcionalmente o mais robusto Performance Battery Plus, com 93,4 kWh e taxa de até 270 kW, o que, segundo a montadora, permite encher 80% das baterias em 22 minutos. Nos testes realizados, as autonomias são de 431 km e 484 km, na ordem.



Até 476 cv de potência

Apesar de mais barato, o Taycan basicão não deverá desempenho perante os demais. A Porsche trabalhou pesado para deixar o superesportivo de entrada com performance compatível. A marca inclusive anuncia que o Taycan é o Porsche de entrada mais rápido da história.


Segundo a Porsche, o supercarro elétrico acelera de zero a 100 km/h em 5,1 segundos independente do pacote de bateria instalado. Todavia, os números de potência e torque mudam. Com a bateria de 79,2 kWh, são até 408 cv. Já com o pacote de 93,4 kWh, a potência máxima vai a 476 cv.

Porsche Taycan ganha nova versão de entrada mais leve e com até 476 cv de potência
Porsche/Divulgação

Em ambos os casos, a cavalaria atinge o ápice no modo Overboost com o controle de largada acionado. Ou seja, o ajuste padrão oferece potências menores, o que ajuda a preservar a bateria. São 326 cv e 380 cv, respectivamente, graças aos pacotes de baterias de alta performance.


O novo Porsche Taycan com tração apenas traseira já pode ser encomendado nos Estados Unidos. O detalhe mais legal é que os clientes poderão acompanhar a produção do veículo por meio de aplicativo no celular, com atualizações a cada etapa. Tempos modernos.

O Jornal do Carro está no Youtube

Inscreva-se