Red Bull Content Pool/Reprodução

Red Bull fará carro de 1.250 cv com preço de 4 Ferrari Purosangue

Hipercarro da Red Bull terá tecnologias vindas da F1, motorização híbrida e uso exclusivo em pista; preço do modelo também é astronômico

Por Rodrigo Tavares 10 de jan, 2024 · 4m de leitura.

A Red Bull não planeja ficar restrita à Fórmula 1, e levará seu conhecimento também para o mundo dos carros. O primeiro hipercarro da marca, o RB 17, não é um carro de fórmula e tampouco um modelo feito para as ruas, sendo apenas para uso em pista. O modelo foi anunciado pela primeira vez em 2022.

Desenhado por Adrian Newey, lenda do esporte a motor, terá 1.250 cv de potência, e contará com tecnologia híbrida. Entretanto, outros detalhes importantes do esportivo ainda não apareceram, e permanecem em segredo. Contudo, em entrevista à Sky Sports, o chefe da equipe da F1 Red Bull, Christian Horner, disse que maiores detalhes do modelo chegam ainda esse ano.

Enquanto tais detalhes não aparecem, especula-se que toda essa grande potência venha de um motor V8 biturbo, construído por outra empresa terceirizada, cujo nome não foi revelado. O conjunto motriz será abastecido por um sistema de regeneração de energia, capaz de devolver o torque quando preciso, por exemplo.

Baixo peso e alto preço são destaques do hipercarro da Red Bull

Modelo será o primeiro esportivo depois do Aston Martin Valkyrie (Red Bull Content Pool/Reprodução)

Além disso, Newey afirmou que o modelo tem como meta o baixo peso, por volta de 900 kg, o que certamente é ambicioso. O baixo peso deixaria o modelo mais leve que o atual Aston Martin Valkyrie AMR Pro, cuja produção também contou com os trabalhos de Newey. Entretanto, não seria o mais leve, sendo 48 kg mais pesado que outro supercarro: o Gordon Murray Automotive T.50.

O trabalho de design aplicado ao modelo ajudará a utilizar a pressão do ar para mantê-lo grudado ao asfalto. Espera-se que o RB 17 utilize o mesmo princípio de gerência da pressão utilizado pela Red Bull na F1, algo que a equipe desportiva tem dominado nas últimas temporadas.

A empresa planeja produzir 50 unidades do supercarro, com uma taxa de produção de 15 veículos por ano, começando em 2025. Estima-se que o modelo custe aos compradores 5 milhões de libras, cerca de R$ 31 milhões de reais aproximadamente, em conversão direta. Entretanto, mesmo pagando a altíssima cifra, seus donos não poderão utilizar o hipercarro nas ruas, somente nas pistas.

O Jornal do Carro também está no Instagram!


O Jornal do Carro está no Youtube

Inscreva-se
Ora 03 Skin: como é o carro elétrico de R$ 150 mil da GWM

Newsletter Jornal do Carro

Complete seu cadastro para receber as últimas notícias do Jornal do Carro diretamente no seu e-mail.

Campo obrigatório
Campo obrigatório
Cep inválido
CPF/CNPJ inválido
Telefone inválido
Tudo certo!

Seu cadastro foi enviado. Em breve você receberá as últimas notícias do Jornal do Carro diretamente no seu e-mail.