Você está lendo...
Renault Austral é o nome do novo SUV híbrido rival do Peugeot 3008
Lançamentos

Renault Austral é o nome do novo SUV híbrido rival do Peugeot 3008

Com 4,51 metros de comprimento e cinco lugares, Renault Austral estreia em 2022 com mecânica híbrida e painel com uma grande tela central

Diogo de Oliveira

07 de dez, 2021 · 6 minutos de leitura.

Renault Austral SUV
Novo SUV médio e híbrido da Renault se chamará Austral e estreia em 2022
Crédito:Renault/Divulgação

A Renault vai lançar em 2022 um inédito SUV como parte do movimento de refinamento da marca. O CEO do grupo, Luca de Meo, deixou claro logo no início de 2021, após anunciar o novo direcionamento da empresa, que a Renault vai investir em veículos mais sofisticados e lucrativos. Pois o primeiro modelo dessa nova safra já tem nome: Austral.

Com lançamento previsto para o segundo semestre de 2022 na Europa, o Renault Austral será o SUV médio da marca francesa para disputar vendas, quem sabe, também no hemisfério Sul. Por sinal, é da metade de baixo do planeta que veio a inspiração para o batismo. "Austral evoca a vibração e o calor do hemisfério Sul", diz a marca no comunicado oficial.

Para Sylvia dos Santos, chefe de estratégias de nomes da Renault, Austral tem tudo a ver com o projeto do novo utilitário. "É um nome que convida a viajar e é perfeito para um SUV. Tem equilíbrio harmonioso de sons fáceis de pronunciar e internacionais", exalta dos Santos. Por ora, sabe-se apenas que o Austral terá 4,51 metros de comprimento e cinco lugares.


Sucessor do Kadjar

Dentro da gama da Renault, o Austral vai ocupar o lugar do Kadjar, que chegou a ser cogitado no Brasil na última década, mas nunca veio. Lá, o SUV disputa vendas, por exemplo, com Peugeot 3008 e Kia Sportage. Contudo, o seu desempenho está abaixo do esperado - na França, são 9 mil emplacamentos até novembro, contra 45 mil do 3008.

Por isso, o seu sucesso será crucial para a Renault. O Austral, inclusive, terá ao menos mais três variantes - e formará uma nova família de SUVs da marca do losango. O projeto dará origem a um SUV maior, de 7 lugares, a um crossover elétrico acima do Mégane E-Tech, e um SUV mais arrojado com inspiração nos cupês.


Além disso, a Renault vai apostar em uma gama eletrificada. Assim, podemos esperar por versões híbridas leves e do tipo plug-in para o novo SUV. Entre as possibilidades, estão o conjunto Mild Hybrid com motores 1.6 TCe turbo ou 1.2 TCe turbo a gasolina e sistema de 48 Volts. Há ainda a opção do motor 1.3 TCe em conjunto com câmbio do tipo CVT.

Renault Bigster
Dacia/Divulgação

E no Brasil?

Por enquanto, não está prevista a vinda do novo Renault Austral ao Brasil. Para o nosso mercado e região, a francesa já confirmou o lançamento do SUV Bigster, apresentado no início deste ano como conceito. A expectativa é de que a marca revele a versão de produção do modelo em 2022, com início das vendas em 2023 e mira na dupla Compass e Corolla Cross.


Tal como o Duster, o Bigster vai apostar no porte avantajado em relação aos rivais de Jeep e toyota. Ou seja, o SUV deverá manter os 4,60 metros de comprimento e 7 lugares vistos no conceito da Dacia, bem como deverá ser eletrificado. O modelo será feito sobre a plataforma modular CMF-B e deverá ganhar produção na fábrica de São José dos Pinhais (PR).

Quando chegar às lojas, o que deve acontecer entre 2023 e 2024, o Bigster deverá substituir o Captur, que atualmente tenta disputar vendas contra os SUVs médios com a ajuda do novo motor 1.3 turboflex. Dessa forma, em vez de apostar no diesel, o novo SUV terá o motor 1.3 TCe ligado ao câmbio CVT. E um sistema híbrido flex está em desenvolvimento pela marca.


O Jornal do Carro está no Youtube

Inscreva-se