Sandero RS é diversão garantida na pista

Linha 2020 do Sandero esportivo traz reestilização e mantém o comportamento arisco, graças ao motor 2.0 de 150 cv

sandero rs
SANDERO RS 2020 Crédito: RENAULT/DIVULGAÇÃO

Primeira engrenada no câmbio manual de seis marchas, o Sandero RS parte arisco na reta dos boxes do autódromo Velo Città, em Mogi Guaçu, no interior de São Paulo. O ponteiro do conta-giros sobe rapidamente e num piscar de olhos está entrando na faixa vermelha. A segunda e a terceira também “terminam” logo, e num instante o hatch está entrando na primeira curva da pista.

A versão RS é, de longe, a mais gostosa de dirigir da linha Sandero. Por R$ 69.690, é garantia de diversão em um circuito de corrida, local no qual o esportivo se sente à vontade para mostrar todos os seus dotes. O principal responsável pelo bom desempenho é o motor 2.0 flexível. São 150 cv de potência e 20,9 mkgf de torque. Mas suspensão, freios e câmbio cumprem muito bem suas funções.

A linha 2020 do esportivo traz a reestilização aplicada a toda a gama. O principal destaque são as lanternas horizontais de LED, no mesmo estilo das empregadas no Megane europeu. No RS, porém, elas são escurecidas. O modelo também é dotado de novas rodas diamantadas de 17″, defletor de ar no alto da tampa traseira, dupla saída de escape, adesivos nas portas traseiras e um friso dianteiro que, na descrição da Renault, é inspirado no bico dos carros de Fórmula 1. Por dentro, os bancos têm revestimento exclusivo, com as letras RS no encosto de cabeça.

Ronco grave reforça esportividade do Sandero RS

Andando, além das boas respostas do acelerador, o Sandero RS revela ainda outras qualidades. Uma delas é o som grave que invade levemente a cabine e torna a condução mais agradável. Com relações curtas, o câmbio manual aproveita muito bem a força do motor. Os engates são precisos, e a alavanca alta, mais perto do volante, facilita as trocas.

Com preparação feita em parceria com a divisão esportiva RS, da Renault francesa, o Sandero aceita muito bem até alguns exageros na pista, como frenagens fortes nas entradas de curvas e contornos mais ousados. A suspensão firme garante pouca inclinação da carroceria e alta estabilidade.

Outra exclusividade da versão mais brava do Sandero é a tecla que permite alterar os modos de condução, entre o normal, sport e sport +. A primeira opção esportiva eleva em 950 rpm a rotação da marcha lenta, como forma de manter o carro mais “acordado”.

Além disso, as respostas ao acelerador ficam mais rápidas. A segunda desliga os controles de tração e estabilidade. Aí, a emoção aumenta, mas a responsabilidade fica por conta do motorista.

Controles de tração e estabilidade, a propósito, são itens de série, assim como assistente de partida em rampa, central multimídia com câmera de ré, rodas de liga leve, etc. o único opcional é a pintura metálica. O Sandero RS está disponível em três cores metalizadas (preto, prata e vermelho) e uma “lisa” (branco).

JORNALISTA VIAJOU A CONVITE DA RENAULT 


Ofertas 0KM

Mais ofertas

Mais ofertas exclusivas

Veja todas as condições especiais


Notícias relacionadas