Você está lendo...
Novo Tracker 2021 LTZ e Premier ganham motor 1.0 turbo
Lançamentos

Novo Tracker 2021 LTZ e Premier ganham motor 1.0 turbo

Novidade dá ao Tracker a missão de ultrapassar Volkswagen T-Cross em vendas e voltar ao topo do ranking de SUVs mais vendidos

Emily Nery, special para o JC

09 de set, 2020 · 4 minutos de leitura.

Tracker
Chevrolet Traccker encareceu 16% um ano após sua estreia e apenas uma versão custa menos do que R$ 100 mil
Crédito:Chevrolet/Divulgação
redes sociais

Após poucos meses da estreia do novo Tracker 2021, a Chevrolet já está mexendo no mix de versões. A principal é que a LTZ deixa de ter motor 1.2 turbo e passa a vir com o 1.0 turbo.

A ideia é fazer com que a nova geração do SUV da GM ultrapasse o Volkswagen T-Cross e, com isso, retome a liderança do segmento de utilitários. A partir de agora, quase todas as versões contarão com o motor menor. Apenas a configuração Premier oferecerá o propulsor turbo de 1,2 litro.

De acordo com a GM, a configuração topo de linha (Premier) concentrou as vendas do modelo logo no começo - em abril, quando foi lançado. Em contrapartida, "o motor 1.0 turbo surpreendeu em performance e eficiência energética", resumiu a marca.




Já a LTZ trocou a motorização 1.2 turbo pela 1.0 turbo e a Premier passa a oferecer uma variante 1.0 turbo. De acordo com a montadora, a mudança visa disponibilizar equipamentos de série exclusivos de versões topo, mas que agora carregam uma opção de menor capacidade cúbica.

Na lista do Tracker

Itens como sensor de ponto cego, alerta de colisão com assistente autônomo de frenagem, assistente de estacionamento, rodas de liga leve com 17 polegadas, ar-condicionado digital, carregador de celular sem fio e acabamento interno premium são exclusivos das opções mais caras. O teto solar panorâmico é exceção. Ele equipa apenas a Premier 1.2 turbo.

Motor de Onix

O motor 1.0 turbo é o mesmo que equipa o Onix e Onix Plus. Gera potência máxima de 116 cv e 16,8 mkgf de torque. Já o motor 1.2 turbo é estreante no Brasil e rende 133 cv e 21,4 mkgf. Somente a opção de entrada tem transmissão manual de seis marchas. Nas demais, a transmissão é sempre automática de seis marchas.


A Chevrolet ainda não indicou os novos preços da gama do Tracker. Porém, é possível que as versões que trocaram o 1.2 turbo pelo menor propulsor tenham alguma redução de preço.

Atualmente a gama do SUV conta com cinco opções. Preços oscilam entre R$ 87.490 (1.0 turbo manual) e R$ 119.490, na configuração Premier. Com a novidade, as opções serão:

? 1.0 Turbo MT/AT
? 1.0 Turbo LT
? 1.0 Turbo LTZ
? 1.0 Turbo Premier
? 1.2 Turbo Premier


O Jornal do Carro está no Youtube

Inscreva-se

Chevrolet Tracker 1.2 Turbo Premier
Oferta exclusiva

Chevrolet Tracker 1.2 Turbo Premier

Deixe sua opinião