Você está lendo...
Volvo investirá R$ 10 milhões em eletropostos e SUV XC40 agora é apenas elétrico
Mercado

Volvo investirá R$ 10 milhões em eletropostos e SUV XC40 agora é apenas elétrico

Na sua maior ofensiva de eletrificação no Brasil, Volvo anuncia mais de 3.250 km de rodovias com estações de carga rápida; marca confirma C40

Diogo de Oliveira, especial para o Jornal do Carro

15 de dez, 2021 · 8 minutos de leitura.

elétricos
SUV XC40 deixa de ter versão plug-in e será totalmente elétrico no Brasil a partir de 2022
Crédito:Volvo/Divulgação

Uma das montadoras mais engajadas na eletrificação dos carros, a Volvo anunciou um investimento de R$ 10 milhões no Brasil para lançar uma malha rodoviária de carregadores de alta voltagem. Até março de 2022, a marca planeja a instalação de 13 estações de carga rápida em corrente direta de 150 kW de potência. Cada carregador terá dois plugues e serão instalados em pontos de conveniência, em parceria com a EcoRodovias.

De acordo com a montadora sueca, nestas estações, será possível encher 80% das baterias dos carros em apenas 35 minutos. Ao todo, serão 3.250 km cobertos por esses equipamentos. Eles vão ligar a cidade de São Paulo a outras grandes cidades e capitais, como, por exemplo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte e Uberlândia. Ou até mesmo Curitiba, no Paraná.

Volvo
Vagner Aquino/Jornal do Carro

''A eletrificação na Volvo não é nicho, nem complemento de gama, é uma realidade. A Volvo, sozinha, vai dobrar as vendas de carros elétricos no Brasil. É a maior frente de eletrificação da marca. Estamos vendendo o futuro enquanto os nossos concorrentes estão a vender o passado", resume João Oliveira, diretor geral de operações da Volvo Cars no Brasil.

Sem citar marcas rivais, o executivo cutucou indiretamente a Audi. Isso porque a marca anunciou, nesta terça-feira (14), a produção no Brasil dos SUVs Q3 e Q3 Sportback, mas em versões tradicionais a combustão.

XC40 agora é só elétrico

Essa cutucada na marca alemã não foi por acaso. É que, a partir desta quinta-feira, dia 16 de dezembro, a Volvo passa a vender o XC40 somente em versões 100% elétricas no Brasil. Assim, o mercado brasileiro será o primeiro no mundo onde o SUV de luxo será puramente elétrico, sem a oferta de versões híbridas do tipo plug-in.


Volvo
Volvo/Divulgação

Não por menos, essa é uma jogada muito ousada. Em 2021, o XC40 se estabeleceu como carro-chefe da Volvo e lidera as vendas de SUVs premium eletrificados com cerca de 2.900 unidades até novembro. O modelo, inclusive, já vendeu todo o lote destinado ao Brasil até fevereiro de 2022.

Dessa forma, a Volvo mexe no seu carro mais vendido, que representa cerca de 43% das vendas totais da marca no País. Para se ter uma ideia, a versão elétrica do SUV corresponde a 1/4 das vendas do modelo. Mas, não deixa de ser um grande salto para a montadora, visto que com a nova linha, ela representará 40% das vendas de elétricos por aqui.


Carga sem custo até para concorrentes

Com o investimento na malha de carregadores, a Volvo vai instalar outras 52 estações de corrente alternada, com potência de 11 kW. Nelas, leva-se entre 7 e 8 horas para encher as baterias, mas a ideia é que sirvam de apoio, nos postos de suporte aos usuários (SAUs). Assim, estes carregadores terão a missão de ajudar os usuários que, eventualmente, planejaram mal a viagem. Seja como for, segundo a Volvo, 80% das recargas dos carros são feitas atualmente nas residência, com carregadores domésticos.



"Vamos colocar esses eletropostos nos locais onde os consumidores passariam. Não faz sentido, por exemplo, construir essa rede nas concessionárias e fazer o clientes irem até elas", afirmou Rafael Ugo, diretor de marketing da Volvo Cars na América Latina. "A maioria dos clientes recarregam os carros em casa, mas, se eventualmente precisarem de uma carga de apoio ou mesmo quiserem fazer uma viagem mais longa, será totalmente possível", completou Ugo.

C40 em março de 2022

Volvo C40 Recharge
Volvo/Divulgação

Além da ofensiva de carregadores e a confirmação do XC40 em versões elétricas, a marca também divulgou a chegada do inédito C40 elétrico em março de 2022. "Estimamos um crescimento de 8% a 10% em 2022 na linha 40, mesmo com essa mudança no XC40", aponta João Oliveira.

SUV-cupê C40 Recharge

Em março deste ano, o Jornal do Carro apresentamos o C40 Recharge. O SUV é baseado no XC40, mas traz um novo desenho para a marca, mais moderno e com novos elementos. O destaque são as lanternas com LEDs dinâmicos que formam pontilhados à medida que sobem pela coluna traseira. O teto, por sinal, tem caimento de cupê.

A despeito do estilo inovador, o C40 Recharge tem muito do XC40 elétrico, o que inclui o painel, bem como o sistema de propulsão. Ou seja, o SUV-cupê tem dois motores elétricos, um em cada eixo, com 408 cv de potência máxima. Já as baterias têm capacidade maior, de 78 kWh, o que garante autonomia de até 420 km, de acordo com a fabricante.


Volvo C40 Recharge
Volvo/Divulgação

Além disso, o SUV inaugura uma nova era para a Volvo. E esses novos tempos significam dispositivos de segurança mais avançados. Tal como no XC40, o modelo tem sensores, câmeras e radares mais avançados, que melhoram as respostas do sistema de condução semiautônoma, que inclusive poderá evoluir para oferecer condução totalmente autônoma. O C40 Recharge, portanto, é a nova referência do que a Volvo entende como o carro do futuro.

O Jornal do Carro está no Youtube

Inscreva-se