Único McLaren Senna GTR da América Latina é exibido em São Paulo

Apenas 75 unidades do modelo superesportivo de 825 cv foram comercializadas, por £ 1,1 milhão (cerca de R$ 6,22 milhões) mais impostos

mclaren
mclaren-senna-gtr-1McLaren Senna GTR pertencente à Fundação Lia Maria Aguiar Crédito: (Joy Photography/McLaren São Paulo)

A única unidade do McLaren Senna GTR destinada ao mercado latino-americano foi apresentada em São Paulo nesta semana. Apenas 75 unidades do modelo superesportivo de 825 cv foram comercializadas. Elas foram destinadas apenas aos compradores de um dos 500 McLaren Senna homologados para uso em vias públicas.

O modelo ficará aos cuidados da Fundação Lia Maria Aguiar em São Paulo. Um museu de automóveis deve ser inaugurado em 2021 pela instituição e será a casa do modelo brasileiro. Cada unidade foi comercializada por £ 1,1 milhão (cerca de R$ 6,22 milhões) mais impostos.

O McLaren Senna é o carro mais leve, mais potente e mais focado em pista construído pela empresa. A versão GTR está vários passos adiante em termos de desempenho. Ele chega a incríveis 1.000 kg de carga aerodinâmica e usa suspensão derivada do programa de corridas GT3 da McLaren.

mclaren
McLaren Senna GTR pertencente à Fundação Lia Maria Aguiar (Joy Photography/McLaren São Paulo)

Características do McLaren Senna GTR

O Senna GTR é equipado com a versão mais extrema do motor V8 biturbo de 4 litros da McLaren. A unidade M840TR, com turbocompressores twin-scroll controlados eletronicamente, produz 825 cv com torque de 81,6 mkgf.

Os 25 cv extras em relação ao motor do Senna foram alcançados pela recalibragem do controle do motor e pela remoção do catalisador secundário para reduzir a contrapressão.

O sistema de escape do conceito, com saídas laterais localizadas logo à frente das rodas traseiras, foi substituído por um de saídas traseiras mais convencional no carro de produção, com os tubos agora emergindo do capô traseiro sob a asa traseira no mesmo localização, como no Senna.

Três modos de tração estão disponíveis para o piloto do GTR: Wet, Track e Race. O novo ajuste Wet, que fornece maior suporte dos sistemas eletrônicos ESP e ABS, é particularmente indicado para uso com pneus especiais de chuva.

Superesportivo tem auxílios eletrônicos de pilotagem

O McLaren Senna GTR gera níveis surpreendentes de downforce, chegando a mais de 1.000 kg, um aumento significativo sobre os 800 kg desenvolvidos pela McLaren Senna a 250 km/h.

O modelo é um dos carros mais leves que a McLaren Automotive já produziu: 1.188 kg. O núcleo tem uma célula de segurança de fibra de carbono com gaiola integrada e pontos de montagem integrados.

Como o McLaren Senna, há um chassi dianteiro e um chassi de motor, ambos de alumínio. Muitos dos confortos do McLaren Senna foram eliminados no McLaren Senna GTR, incluindo telas sensíveis ao toque e sistema de áudio. Para otimizar o conforto em qualquer condição da pista, o ar condicionado foi mantido.

O pára-brisa e as janelas laterais, com aberturas de correr, são de policarbonato. As portas “tesoura” de fechamento suave são equipadas com um mecanismo de liberação manual e o abastecimento de combustível é o mesmo utilizado em corridas. Elementos aerodinâmicos externos de fibra de carbono têm acabamento brilhante como padrão.

O Senna GTR recebe rodas de 19 polegadas com travamento central. As rodas são de liga leve forjadas Ultra-Lightweight, com pneus slick de 19 polegadas da Pirelli, tamanho 285/650 na frente e 325/705 na traseira.

Ofertas exclusivas

Veja todas as condições especiais

Notícias relacionadas


Ofertas 0KM

Mais ofertas

Mais ofertas exclusivas

Veja todas as condições especiais