Você está lendo...
Suzuki Hayabusa ganha nova geração e vem ao Brasil no 2º semestre
Notícias

Suzuki Hayabusa ganha nova geração e vem ao Brasil no 2º semestre

Terceira geração da Suzuki Hayabusa tem novo visual, chassi atualizado, mas mantém motor de 1.340 cm³ com 190 cv e 15,3 mkgf de torque

Vagner Aquino, especial para o Jornal do Carro

19 de mai, 2022 · 4 minutos de leitura.

Suzuki
Modelo esportivo da Suzuki foi lançado no fim da década de 1990
Crédito:Suzuki/Divulgação

Lançada no começo de 2021, a terceira geração da Suzuki GSX 1300 R Hayabusa está a caminho do o Brasil e chega no segundo semestre deste ano. As informações da J. Toledo, representante oficial da Suzuki Motos no País, dão conta de que a motocicleta da fabricante japonesa chegará aqui com visual atualizado, bem como com mudanças mecânicas.

Embora o motor continue o mesmo quatro cilindros em linha de 1.340 cm³, a Hayabusa teve chassi atualizado. A suspensão recebeu melhorias e, agora, tem garfos invertidos na dianteira. No mais, o componente tem curso de 120 milímetros e estrutura interna monobraço revisada na traseira. A recalibragem reforça conforto e estabilidade.

Suzuki
Suzuki/Divulgação

A nova Suzuki Hayabusa também adotou pinças de freio dianteiro Brembo Stylema com disco duplo. Na parte de trás, usa monodisco. Os freios têm sistema ABS. Além disso, as rodas calçam por pneus Battlax Hypersport S22 desenvolvidos pela Bridgestone. Sobre o desempenho do motor com refrigeração líquida, são 190 cv de potência e torque de 15,3 mkgf a 7.000 rpm, com velocidade máxima de 299 km/h.

Nas dimensões, a terceira geração da Hayabusa ficou assim: 2,18 metros de comprimento, 73,5 centímetros de largura e 1,17 m de altura. No total, são 264 kg. O tanque de combustível tem capacidade para 20 litros.



Novas tecnologias

Disponível nas cores preta com dourado, prata com vermelho e branca com azul, a Suzuki Hayabusa também se destaca pelas novidades na arquitetura eletrônica. Ganhou, portanto, um novo painel LCD. Bem como iluminação Full LEDs. Da mesma forma, o Sistema de Condução Inteligente da Suzuki (SIRS) agora conta com o Bosch IMU (Unidade de Medição Inercial). Ou seja, a moto superesportiva mantém os modos de condução selecionáveis.


Suzuki/Divulgação

Ainda entre as tecnologias, a nova Hayabusa traz sistema de controle de largada e limitador de velocidade, bem como piloto automático, freio de trilha e controle de descida. O modelo chegará ao Brasil em regime CKD (Completely Knocked Down), com montagem na fábrica da Suzuki em Manaus (AM). A marca não informou o preço.

O Jornal do Carro está no Youtube

Inscreva-se