Triumph Street Triple chega a terceira geração com versão RS

Triumph Street Triple RS traz inovações que estão presentes no protótipo da Moto2

street triple
STREET TRIPLE RS Crédito: TRIUMPH/DIVULGAÇÃO

A Triumph revelou a nova geração da sua naked média, a Street Triple RS. A terceira geração chegará as ruas do Brasil em 2020 com várias novidades oriundas do protótipo da Moto 2, categoria intermediária da MotoGP..

O coração do modelo, o motor três cilindros de 765 cm³ recebeu uma série de melhorias. O torque agora é de 8 mkgf (eram 7,8 mkgf) a 9.350 rpm. Além disso, a a potência de 123 cv foi mantida, porém chega 9% mais em médias rotações, com o limite a 11.750 rpm.

O acelerador está mais responsivo, segundo a Triumph, e o sistema de escapamento entrega um som diferenciado e reconhecível dos três cilindros. A caixa de câmbio foi melhorada e agora tem embreagem assistida e deslizante.

street triple
TRIUMPH/DIVULGAÇÃO

Visual

A RS é a versão de topo da naked. Nessa geração, o visual não teve uma grande mudança, mas sim uma evolução em relação a geração anterior. Os faróis estão mais afilados e agressivos, com LEDs diurnos na parte superior. Eles são a impressão de visual malvado para a motocicleta.

O tanque de combustível tem um novo formato, mais angular e o silenciador do escapamento também foi remodelado e tem acabamento de fibra de carbono. Outras mudanças são os novos espelhos, mesa de fixação do guidão e quadro pintado de uma cor batizada de prata titânio. O assento do garupa vem com cobertura que a transforma em monoposto.

street triple
TRIUMPH/DIVULGAÇÃO

Tecnologia

O painel de instrumentos de TFT que já trazia conectividade com câmera GoPro e sistemas de navegação tem novos grafismos. O sistema quickshift, agora serve para subir e descer marchas sem apertar o manete de embreagem.

A Street Triple RS tem cinco modos de condução: road, rain, sport, track e o rider, que é configurável. O modo “Rider” permite ajustar a intervenção do freio ABS e desligar o controle de tração, entre outros. Os modos de condução não muda a potência entregue, mas sim a maneira como os 123 cv são despejados na roda traseira.

Em termos de especificação de equipamento, a Street Triple RS traz freios a discos duplos de 310 mm na dianteira e um simples atrás de 220 mm. As pinças são do tipo monobloco da grife italiana Brembo com quatro pistões e a traseira com um único pistão.

As suspensões são totalmente ajustáveis em compressão, retorno e pré-carga. A dianteira tem 115 mm de curso, enquanto a traseira, monoamortecida, tem 131 mm. Na frente, o sistema é do modelo Showa BFF, já atrás usa um Ohlins STX40 com reservatório externo. Os pneus são o Diablo Supercorsa SP3.

street triple
TRIUMPH/DIVULGAÇÃO

Ofertas exclusivas

Veja todas as condições especiais

Notícias relacionadas


Ofertas 0KM

Mais ofertas

Mais ofertas exclusivas

Veja todas as condições especiais