Você está lendo...
ESP custa só R$ 190 por carro, diz Latin NCAP
Legislação

ESP custa só R$ 190 por carro, diz Latin NCAP

Instituição responsável por avaliar a segurança dos carros afirmou que o dispositivo é barato

29 de mar, 2017 · 2 minutos de leitura.

 ESP custa só R$ 190 por carro, diz Latin NCAP


Gráfico mostra as curvas do ESP

O ESP, controle eletrônico de estabilidade, será padrão nos carros brasileiros a partir de 2022 e os lançamentos a partir de 2020 deverão ter a função. Mas, por enquanto, o item de segurança ainda é vendido como opcional, o que torna o seu custo muito mais alto.


De acordo com o Latin NCAP, instituição que avalia a segurança dos carros que rodam na América Latina e no Caribe, a instalação do ESP adiciona um custo de apenas US$ 60 por carro, cerca de R$ 190 reais, em conversão direta. Valor bem diferente do cobrado pelas marcas nos pacotes de segurança.

"Enquanto os governos não exigem o ESP, estamos fazendo um jogo com os fabricantes, dando-lhes um terreno fértil para continuar ganhando um monte de dinheiro vendendo o ESP a preços exorbitantes em combinação com outros itens opcionais que não acrescentam à segurança dos veículos", afirma Alejandro Fujas, diretor da Latin NCAP.


Deixe sua opinião