Legislação

Novas placas começarão a ser usadas em setembro

Resolução do Denatran enfim regulamenta instalação das novas placas do Mercosul em carros novos a partir de 1º de setembro

Redação

08 de mar, 2018 · 3 minutos de leitura.

placas" >
Novas placas têm mesmo tamanho das atuais
Crédito:Imagem: Denatran
placas

O Denatran publicou no Diário Oficial da União a Resolução número 729, que regulamenta a instalação das novas placas com o padrão único adotado pelo Mercosul. A novidade começará a ser instalada em carros novos a partir de 1º setembro desse ano.

Os usados terão suas chapas substituídas paulatinamente até 31 de dezembro de 2023, quando todos veículos circulantes no País deverão ter as placas. O novo modelo será colocado no caso de transferências de propriedade, mudança de cidade ou necessidade de uma placa nova por qualquer motivo. Quem quiser, pode antecipar a troca.

As novas placas têm chips, selos federais e um QR Code que vão dificultar fraudes. Agora, uma única empresa credenciada pelo Denatran poderá fornecer as chapas. Isso também vai padronizar o custo de emissão das placas em todo o País. Até então, cada estado era responsável por indicar a fabricante de placas, com custo variável. Segundo o Denatran, o valor deve cair em relação aos patamares atuais – em São Paulo, o par de placas custa R$ 128,68.

Tecnologia

Os chips embutidos na placa também poderão funcionar para abrir cancelas e portões. A tecnologia é a mesma usada por dispositivos como Sem Parar e ConectCar. Além disso, as novas formas de impedir fraudes acabarão com o uso do lacre.

As novas chapas têm o mesmo tamanho das atuais (para carros e motos), mas vêm com o nome do País na parte superior, sobre uma faixa azul. Cidade e estado são escritos na lateral direita, com brasões para identificação. Há ainda uma parte holográfica e um código identificando fabricante, número de série e data de fabricação da placa.