Diogo de Oliveira, Especial para o Estado

18/01/2021 - 4 minutos de leitura.

Estudo americano mostra que abrir as janelas do carro pode reduzir risco de contrair o coronavírus

Estudo feito por universidade norte-americana revela que abrir as janelas ajuda a formar corrente de ar que protege contra o coronavírus

coronavírus
Estudo da Brown University revela que abrir as janelas do carro ajuda a reduzir o risco de contato com o coronavírus Crédito: Autoblog.com/Reprodução
Carro

Vai comprar um 0km? Nós te ajudamos a escolher.

Desde o início da pandemia da Covid-19, o medo de se infectar pelo coronavírus tem feito muitas pessoas fugirem do transporte coletivo, seja ele público ou privado. Assim, mesmo os serviços de transporte, como a Uber, tiveram uma considerável queda de usuários em 2020.

Entretanto, no caso dos carros, parece haver uma forma de minimizar os riscos de contágio pelo coronavírus. É o que mostra o estudo promovido pela Brown University, dos Estados Unidos. Uma pesquisa do centro acadêmico analisou como o ar que respiramos se move dentro dos carros.

Inscreva-se no canal do Jornal do Carro no YouTube

Veja vídeos de testes de carros e motos, lançamentos, panoramas, análises, entrevistas e o que acontece no mundo automotivo em outros países!

Inscrever-se

Mantenha as janelas abertas

Em linhas gerais, esta é a conclusão do estudo da Brown University. Os cientistas Varghese Mathai, Asimanshu Das, Jeffrey Bailey e Kenneth Breuer analisaram como os fluxos de ar mudam com as janelas abertas. A análise se baseou em complexas simulações de dinâmica fluida computacional.

Conforme mostram os gráficos, abrir as janelas opostas aos ocupantes pode criar um fluxo de ar que reduz drasticamente os aerossóis que emitimos – e que pairam na cabine. O estudo lembra que, mesmo que os ocupantes usem máscaras, há sempre o risco de parte desses aerossóis ficarem no ar.

Além disso, a pesquisa da Brown University também descobriu que abrir as janelas até a metade pode ser muito útil contra o coronavírus. Bem como abrir uma fresta já basta para gerar fluxo de ar dentro do veículo e afastar, assim, o vírus da Covid-19.

Pesquisa sobre a circulação do coronavírus nos carros usou o Toyota Prius como base
Foto: Toyota/Divulgação

Estudo se baseou no Toyota Prius

Apesar de reveladora, a análise feita pelos cientistas da Brown University talvez não se aplique a todos os tipos de carros. Isso porque a pesquisa usou como base o híbrido Toyota Prius. E, dessa forma, todo o estudo foi feito em cima de um tipo de carroceria específico.

De toda forma, a pesquisa da universidade norte-americana não deixa dúvida sobre a importância de manter as janelas abertas, sobretudo se estiver em um veículo compartilhado. Por fim, o estudo reforça a necessidade de se manter os cuidados de higiene contra o coronavírus.



Notícias relacionadas


Ofertas 0KM

Mais ofertas

Mais ofertas exclusivas

Veja todas as condições especiais