Arrizo 6

Caoa Chery lança sedã Arrizo 6 Pro de olho nos clientes de Civic e Corolla; veja o preço

Nova versão do Arrizo 6 inova no visual e nos conteúdos, mas mantém plataforma, mecânica e comportamento dinâmico; Jornal do Carro acelerou

Por Vagner Aquino 01 de out, 2021 · 10m de leitura.

De uma participação modesta no mercado brasileiro, a Caoa Chery passou a ter representatividade no País. Hoje, a marca criada no fim de 2018, após a compra da operação brasileira da Chery pelo grupo Caoa, já tem 2,3% de participação no mercado de automóveis e comerciais leves. Fundamental para esse crescimento é a gama de veículos, repleta de produtos diversificados e de qualidade. Para crescer ainda mais os emplacamentos, a marca lança o novo sedã médio, Arrizo 6 Pro.

Arrizo 6
Caoa Chery/Divulgação

Enquanto quase 100% das montadoras investe em SUVs, a marca sino-brasileira busca um pedaço das vendas de sedãs médios. Dominada pelo Toyota Corolla (com 55,5% de participação), a categoria reúne bons produtos, como Honda Civic, Chevrolet Cruze e também o Arrizo 6 GSX, de R$ 122 mil, que estreou há pouco mais de um ano.

Com produção em Jacareí (SP), o Arrizo 6 Pro não é apenas uma evolução da versão GSX. Para a Caoa Chery, trata-se de um novo produto, com o objetivo de oferecer mais conforto e sofisticação. Por isso, chega mais caro, com preço sugerido de R$ 139.990. Entretanto, como de praxe, o valor de lançamento é menor: R$ 134.990 promocionais.

Detalhes

O Arrizo 6 Pro naturalmente é bem parecido com o GSX, mas traz uma série de novidades. No visual, o sedã se destaca pela grade dianteira com “formato flutuante”. Ou seja, sai de cena a barra cromada que dividia a grelha ao meio. Ainda na frente, os faróis têm o mesmo contorno, porém, o conjunto tem iluminação full LEDs.

Arrizo 6

Nas laterais, além da curvatura do teto em estilo “fastback”, que dá ao sedã um ar de cupê, as rodas de 17 polegadas têm novo desenho.

Na traseira, todavia, há várias mudanças. O destaque são as novas lanternas, completamente redesenhadas e também iluminadas por LEDs. O conjunto óptico descarta a barra cromada do GSX. Além disso, a tampa do porta-malas (de 570 litros, o maior da categoria) agora abriga a placa de identificação do veículo, que antes ficava no para-choques.


Debaixo do capô

Além de compartilhar a plataforma M1X, o motor do Arrizo 6 Pro é o mesmo do GSX. Trata-se do 1.5 turbo flexível com até 150 cv de potência a 5.500 rpm.

Arrizo 6
Caoa Chery/Divulgação

Os números não chamam a atenção, afinal, é o menos potente na categoria. Tanto Civic quanto Corolla e Cruze vão de 155 cv a 173 cv, a depender da versão. Mas o sedã da Caoa Chery fica na média em torque. São 21,4 mkgf disponíveis a breves 1.750 giros, exatamente o mesmo torque do Corolla com motor 2.0 flex. Assim, o sedã da Caoa Chery é esperto no trânsito.

Independente dos números, o propulsor do Arrizo 6 Pro tem bom casamento com o câmbio tipo CVT com simulação de 9 marchas. As relações dão agilidade ao sedã ao volante. Nada de dificuldade em ladeiras ou momentos de arrancada, por exemplo. A condução é bastante linear e silenciosa. Esta é a principal herança do irmão GSX.


O silêncio a bordo surpreende. Além do bom trabalho de isolamento acústico, a tampa do motor (que poderia ter amortecedores) tem manta acústica. Mesmo aos 120 km/h – limite máximo das estradas brasileiras – o tom da conversa não precisa ser elevado dentro do Arrizo 6 Pro. Ou seja, ponto para a Caoa Chery.

Tecnologia

Em termos tecnológicos, o sedã feito no interior paulista conta com os modos de condução Eco e Sport. Como sugerem as denominações, servem para deixar a condução mais econômica ou dinâmica. Neste último modo, o carro mantém o motor cheio e retarda as trocas de marcha, entregando mais desempenho. Já no modo Eco, durante o teste do Jornal do Carro – da capital paulista até Sousas, no interior – a média foi de 11 km/l.

Assim como os bons materiais garantem o silêncio na cabine, houve, também, preocupação com o sistema de suspensões. Afinal, sedãs têm clientes específicos, que prezam, entre os principais quesitos, pelo conforto extra. Dessa forma, o Arrizo 6 Pro lida bem com o asfalto brasileiro. E mesmo em trechos sinuosos, o carro fica completamente na mão.

A direção é elétrica e bem leve, mas o volante (multifuncional e com base reta) não tem regulagem de profundidade. Uma gafe da Caoa Chery, afinal, o ajuste de profundidade ajuda o motorista a encontrar a melhor posição de guiar, e melhora a ergonomia ao volante.


Caoa Chery/Divulgação

Lista de equipamentos

Ao mesmo tempo em que a lista de equipamentos fica devendo alguns itens, tem muitos acertos. A começar pelo acabamento, que tem até material que imita couro nos bancos, portas e painel. E é ali que está a cereja do bolo. Agora, tanto a tela da central multimídia quanto o display do quadro de instrumentos são digitais e com 10,25 polegadas cada um.

No GSX, a tela é de 9″. Mas não é só, a nova multimídia, além de oferecer tela com melhor definição, ganhou Android Auto, Apple CarPlay e um sistema de câmeras 360 graus. Estas podem ser habilitadas/desabilitadas e mostram todo o entorno do sedã.

Arrizo 6
Caoa Chery/Divulgação

Outro recurso bacana é a visão lateral. Quando a luz de seta é acionada, a tela mostra imagens laterais. Porém, se você estiver acompanhando o GPS, isso atrapalha a navegação. Então, vale desabilitar. O mesmo vale, assim, para os comandos do ar-condicionado (feitos pela tela ou por botões físicos sensíveis ao toque).

Arrizo 6
Caoa Chery/Divulgação

No mais, o Arrizo 6 Pro – que acaba de chegar às lojas – tem monitor de ponto cego, freio de estacionamento por botão e regulagem elétrica de altura para o banco do motorista. Isso tudo de série. As medidas continuam iguais às da versão GSX. São, portanto, 4,68 metros de comprimento, 1,81 m de largura, 1,49 m de altura e 2,65 m de distância entre-eixos.

Caoa Chery/Divulgação

Tanto o grafismo do painel digital quanto as cores do filete de luz que vai nas portas podem ser configurados pela central multimídia, mas a operação não é tão intuitiva. Os retrovisores externos têm rebatimento elétrico e desembaçador. Por fim, teto solar, partida remota e vidros anti-esmagamento são alguns dos conteúdos em que a marca aposta para vender cerca de 200 unidades mensais do sedã.

O Jornal do Carro está no Youtube

Inscreva-se
Newsletter Jornal do Carro

Complete seu cadastro para receber as últimas notícias do Jornal do Carro diretamente no seu e-mail.

Campo obrigatório
Campo obrigatório
Cep inválido
CPF/CNPJ inválido
Telefone inválido
Tudo certo!

Seu cadastro foi enviado. Em breve você receberá as últimas notícias do Jornal do Carro diretamente no seu e-mail.