Mercado

Carros elétricos e híbridos têm vendas recordes e já somam mais de 30 mil

Com participação ainda modesta, os carros elétricos e híbridos continuam a avançar e devem fechar 2021 com quase o dobro do volume de 2020

Diogo de Oliveira

08 de dez, 2021 · 5 minutos de leitura.

Elétricos e híbridos
Mercado de carros elétricos tem seu melhor ano no Brasil e se soma ao sucesso dos veículos híbridos
Crédito:Volkswagen/Divulgação

De utopia a realidade. Assim podemos resumir o ano de 2021 para o mercado de carros elétricos e híbridos no Brasil. Até 2020, este segmento representava menos de 1% das vendas totais de veículos no País. Mas, neste ano, os emplacamentos subiram de escala, quase dobrando o volume desses modelos em relação ao ano passado.

Contribuiu para o resultado os muitos lançamentos feitos ao longo do ano. Segundo a Associação Brasileira de Veículos Elétricos (ABVE), no acumulado até o mês de novembro, já são 30.445 carros elétricos e híbridos emplacados em solo brasileiro. Logo, o total é 54% maior que as 19.745 unidades entregues em todo o ano de 2020, conforme números do Renavam.

Para se ter ideia da força que a categoria ganhou, só em novembro foram 3.505 carros eletrificados, um volume que representa 2,1% do total de 161.027 veículos entregues no período, conforme dados da Federação Nacional da Distribuição de Veículos (Fenabrave). Diante disso, o carro elétrico virou realidade, e vários lançamentos estão a caminho.

Ainda sobre os números, novembro registrou alta de 26% na comparação com outubro, que vendeu 2.787 unidades. Bem como foi 57% maior que novembro de 2020, com 2.231 modelos. Dessa forma, as 30.445 unidades somadas de janeiro a novembro já são equivalentes a 1,7% do total de 1.780.906 veículos novos acumulados em 11 meses.

Carros por assinatura da Toyota
Divulgação/Toyota
Híbridos são a locomotiva

Tal como o Jornal do Carro publicou há alguns meses, o ranking de vendas dos elétricos e híbridos em 2021 não deixa dúvidas sobre qual a tecnologia que está ganhando mais adeptos. Com a chegada do SUV médio Toyota Corolla Cross, os híbridos tradicionais (HEVs) são maioria maciça nos números de 2021, com 17.909 unidades de janeiro a novembro.

Como segunda tecnologia de maior adesão aparecem os híbridos do tipo plug-in (PHEV), que detém, portanto, 34% das vendas, com 10.397 modelos. Neste nicho é a Volvo que mais se destaca com as ótimas vendas dos SUVs XC40 e XC60. A marca sueca é uma das que mais avançam entre os carros eletrificados, ao lado da Toyota com os Corollas sedã e Cross híbridos.

Por fim, os carros puramente elétricos, indicados pela sigla BEVs (de Battery Electric Vehicles ou Veículos Elétricos a Bateria) somam 2.139 unidades, número que também é recorde. Mas a estrada é longa. Na Europa, por exemplo, elétricos e híbridos plug-in terão 22% de participação de mercado neste ano. Aqui, são menos de 2%, contabilizando os híbridos comuns.

Ainda de acordo com a ABVE, de 2012 para cá, o Brasil soma precisamente 72.714 veículos eletrificados na frota circulante do País.

elétricos e híbridos motos elétricas
Divulgação/Voltz

Motos elétricas também estão em alta

A busca por veículos elétricos também avança entre as motocicletas. Assim como o Jornal do Carro mostrou nos últimos dias, o mercado brasileiro já oferece motos 100% elétricas de vários tipos e propostas com preços a partir de R$ 10 mil. Assim, as motos surgem com ainda mais força, já que são mais acessíveis à maioria da população no Brasil que os carros.

Confira aqui nossa lista com as 10 motos elétricas mais baratas do Brasil.

O Jornal do Carro está no Youtube

Inscreva-se