Notícias

Com inspiração em iate, Rolls-Royce Boat Tail custa R$ 148 milhões

Conversível da divisão de exclusivos da Rolls-Royce, Boat Tail terá só três unidades produzidas e traz até jogos de prata e cristal para piquenique de luxo

Vagner Aquino, Especial para o Jornal do Carro

31 de mai, 2021 · 4 minutos de leitura.

Rolls-Royce" >
Rolls-Royce Boat Tail
Crédito:Rolls-Royce/Divulgação

Há algumas semanas falamos aqui, no Jornal do Carro, sobre o Bugatti La Voiture Noir. Até então, o esportivo era o automóvel mais caro do mundo (? 11 milhões, ou cerca de R$ 70,6 milhões). Mas, eis que vem a Rolls-Royce e apresenta o Boat Tail, um conversível que não sai por menos de 20 milhões de libras esterlinas ? o equivalente a simplesmente R$ 148 milhões, na conversão direta e sem taxas.

Feito sob encomenda para um cliente, o luxuoso modelo é o primeiro produto da nova divisão Coachbuild da Rolls-Royce, que trabalha apenas com exclusividades (e põe exclusivo nisso!).

Como o próprio nome sugere, essa joia automotiva tem inspiração em um iate. Assim, o nome Boat Tail vem do inglês “rabo de barco”. Foram quatro anos para projeção e execução. O conversível é construído na mesma plataforma de outros exemplares da Rolls-Royce.

Rolls-Royce
Rolls-Royce/Divulgação

Entre outros toques náuticos, como o para-brisas, por exemplo, e a cor azul na carroceria ? para remeter ao mar ?, o Boat Tail tem particularidades como teto em tecido totalmente removível. Da mesma forma, essa barca sobre rodas tem para-lamas inspirados no casco de um navio e, sua cauda longa e afilada leva madeira e aço inoxidável no “deck”.



Um Rolls-Royce para piquenique

A princípio, é embaixo desse deck está um dos detalhes mais inusitados do modelo. Sua abertura (mecânica) em estilo borboleta revela um completo jogo de jantar em materiais nobres, como cristal, porcelana e prata. Tudo, assinado pela marca. Tem até refrigerador de champanhe e mesas de coquetel que giram para fora da carroceria. Até um guarda-sol pode sair do centro do carro. Ideal para a hora do piquenique.

Apesar de grande quando visto de fora (5,80 metros de comprimento), o Boat Tail leva só quatro pessoas ? e espaço, mesmo, só para quem vai na frente. O habitáculo tem revestimento em couro azul para bancos e volante. O painel leva um folheado de madeira laqueado e, no quadro de instrumentos, textura trançada, usada em relógios de grife.

Rolls-Royce
Rolls-Royce/Divulgação
Rolls-Royce
Rolls-Royce/Divulgação

O motor utilizado pelo conversível é um V12 de 6,75 biturbo a gasolina. O propulsor é o mesmo utilizado nos modelos Cullinan, Phantom e nas versões Black Badge. Nos dois primeiros, a potência entregue é de 571 cv. Nos Black Badge, no entanto, chega a 608 cv.

No caso do Boat Tail, a Rolls-Royce fará apenas três unidades. Os nomes dos compradores, a fabricante de alto luxo mantêm em segredo.

O Jornal do Carro está no Youtube

Inscreva-se
Continua depois do anúncio