Você está lendo...
Com o fim do Voyage, Virtus 2023 será o sedã de entrada da VW
Notícias

Com o fim do Voyage, Virtus 2023 será o sedã de entrada da VW

Despedida do veterano Voyage abrirá espaço para o reposicionamento do Virtus, que virá mais barato na linha 2023 com motor 1.0 turbo 170 TSI

Diogo de Oliveira

28 de nov, 2022 · 5 minutos de leitura.

Publicidade

VW Virtus 2023
VW Virtus reestilizado deve estrear no Brasil o início de 2023
Crédito:Volkswagen/Divulgação

O próximo lançamento da Volkswagen no Brasil vai agitar o segmento de sedãs compactos. Com a aposentadoria do Voyage agora em dezembro, a montadora vai renovar o Virtus tal como fez com o Polo. A linha 2023 do sedã, conforme publicamos no Jornal do Carro ainda em março, assumirá o posto de sedã de entrada da VW no mercado brasileiro.

Para isso, a VW fará com o Virtus exatamente o que fez com o Polo. Em outubro, o hatch foi reposicionado e ficou um pouco mais simples para concorrer diretamente - com maior volume - contra Chevrolet Onix e Hyundai HB20, os dois hatches mais vendidos do País. Da mesma forma, o Virtus 2023 virá com mudanças parecidas para acirrar a disputa com Onix Plus e HB20S, modelos que também lideram as vendas de sedãs.

VW Virtus 2023
Volkswagen/Divulgação

Publicidade


Assim como o Polo, o sedã vai descartar refinamentos, como assistentes semiautônomos. Além disso, trocará os discos de freio por tambores nas rodas traseira e ganhará o motor 1.0 turbo flex que era do Up! TSI. Mas na versão atualizada que gera 109 cv com gasolina e 116 cv com etanol. O câmbio poderá ser manual de cinco marchas ou automático de 6 marchas nas versões mais caras. Mas, seja qual for a transmissão e o combustível, o torque é de 16,8 mkgf.



Virtus turbo manual

Pela primeira vez, o sedã compacto derivado do Polo terá uma opção 1.0 turbo com câmbio manual. Até agora, as versões Comfortline e Highline do Virtus traziam o motor 1.0 turbo flex 200 TSI com 128 cv e 20,4 mkgf, que era sempre automático. Mas esta opção sairá de oferta na linha 2023. Assim, para vender maior volume e ocupar o lugar do Voyage, o modelo terá versão de entrada TSI manual com o câmbio de cinco marchas.

VW Virtus 2023
Volkswagen/Divulgação

Mesma cabine do Polo

Tal qual o irmão hatch, o Virtus 2023 terá novidades por dentro. Para começar, herdará dos SUVs Nivus e T-Cross o volante e os comandos sensíveis ao toque do ar-condicionado. Já a multimídia será a veterana Composition Touch (6,5") na versão básica, e a VW Play no topo, com tela de 10" e chip de internet. O acabamento terá tecido nas portas e partes macias. Além disso, o sedã terá o quadro de instrumentos digital de 8", e a tela de 10,25" no Highline.

VW Polo Virtus 2023
Volkswagen/Divulgação

Na reestilização do Polo, a multimídia VW Play ganhou funções extras. Há quatro novos Apps. Destaque para o Abasteça Consciente, que incentiva o uso do etanol, calculando consumo e emissões. O My Turner, por exemplo, tem todos os canais de rádio do mundo. Além destes, o Meu VW Connect pode mostrar informações atualizadas do veículo no smartphone, como quilometragem total, nível de combustível, consumo médio e dados de viagens.


Por fim, equipamentos como quatro airbags, bloqueio eletrônico do diferencial, controle de pressão dos pneus e sistema de frenagem automática pós-colisão vêm de série desde a versão de entrada. Por sinal, diferente do Polo, que tem opção MPI com motor 1.0 flex aspirado, o Virtus 2023 terá somente versões turbo, com TSI manual, Comfortline e Highline - estas duas automáticas. Com o reposicionamento, o sedã deverá ter preço inicial na faixa de R$ 90 mil.

O Jornal do Carro está no Youtube

Inscreva-se
Deixe sua opinião