Você está lendo...
Detran-SP libera parcelamento de multas e demais débitos em 18 vezes
Legislação

Detran-SP libera parcelamento de multas e demais débitos em 18 vezes

No total, são 12 empresas habilitadas pelo Detran-SP para parcelar débitos como IPVA, licenciamento, seguro DPVAT e multas de todos os graus

Jady Peroni, especial para o Jornal do Carro

07 de mar, 2022 · 6 minutos de leitura.

Detran-SP
Empresas credenciadas pelo Detran-SP permitem parcelar multas e débitos em de 12 a 18 vezes no cartão
Crédito:Epitácio Pessoa/Estadão
férias

Depois de facilitar o pagamento do IPVA, com descontos de até 9% e opção de parcelamento em cinco vezes, o Detran-SP liberou a quitação a prazo de outros débitos. E não é qualquer coisa: agora, é possível quitar multas e demais pendências em até 18 vezes, realizando o pagamento com cartão de crédito ou débito.

Ao todo, são 12 instituições financeiras que estão habilitadas pelo Detran a parcelar tanto multas quanto outras taxas do departamento. Entretanto, vale dizer que o parcelamento não contempla infrações aplicadas por outros órgãos de trânsito, como municipais e/ou rodoviários. Além disso, inscritos na dívida ativa, parcelamentos com inscritos em cobrança administrativa e de veículos licenciados em outros Estados, também não gozam do benefício.

Então como funciona?

De acordo com o Detran, as empresas credenciadas apresentam algumas opções de planos para o pagamento dos débitos em aberto. Dessa forma, o dono do veículo fica ciente dos custos adicionais como, por exemplo, juros do parcelamento. Inclusive, avaliar as possibilidades (entre parcelas e taxas) de cada proposta é um direto previsto em resolução pelo Conselho Nacional de Trânsito (Contran).


Quitar multas com desconto será obrigatório
Crédito: AYRTON VIGNOLA/ ESTADÃO

Contudo, uma dica importante antes de fechar negócio com alguma das redes é realizar uma pesquisa de mercado. Isso porque cada empresa segue uma demanda livre. Portanto, vão apresentar diferentes valores e juros que variam em uma média de 3 a 20%, tendo em vista o valor total dos débitos e a forma de pagamento. Além disso, também há diferença na quantidade de parcelas, que podem ser de 12 ou de até 18 vezes.

Lembrando que, é importante ficar atento para não cair em golpes. Para ajudar, o Detran disponibilizou uma lista de todas as empresas credenciadas e homologadas para realizar a operação. Veja aqui!


Entre as taxas e infrações que podem ser parceladas estão IPVA, Seguro DPVAT e o Licenciamento de 2022 para automóveis usados (R$98,91) e carros novos (R$131,80). Já no caso das multas, todos os graus entram no benefício. Ou seja, infrações leves, médias, graves, gravíssimas e, até mesmo, as autosuspensivas, que inclui dirigir sob influência de álcool.



Aplicativos permitem parcelar IPVA

Após a disparada de preços dos carros, pagar o IPVA ficou ainda mais difícil. Por isso, muitos brasileiros estão com o imposto de 2022 em aberto. Para suavizar os valores, o governo de São Paulo chegou a conceder 9% de desconto para quem pagasse a tarifa integral em janeiro. E em fevereiro, o desconto foi de 5%. Mas, ainda não foi suficiente.

Por isso, para auxiliar quem deseja quitar de uma vez o imposto, alguns apps e fintechs estão permitindo parcelar a cobrança em até 21 vezes. Sim, você não leu errado! Na Listo, que atua no Brasil desde 2014, por exemplo, essa é a ideia.


IPVA
ERNESTO RODRIGUES/ESTADÃO

A fintech, em síntese, desenvolve tecnologia que concilia o interesse de quem vende com quem compra. Neste ano, a novidade é a possibilidade de parcelar o IPVA em até 21 vezes, no cartão de crédito, por meio de despachantes parceiros da empresa. No total, são mais de 1.100 profissionais em todo o Estado de São Paulo, e a operação é 100% digital.

Possibilidade de extensão de desconto

Com esse mesmo propósito, de facilitar a vida do cliente por meio de livre escolha, o aplicativo Zul+ possibilita a extensão do desconto de 5% no IPVA, também para os contribuintes paulistas que perderam o prazo do Governo. Para quem estiver interessado, basta fazer o download do app, quitar a dívida com cartão de crédito e, assim, pagar em cota única na próxima fatura ou, se preferir, dividir em 12 vezes. Nesse processo, há uma taxa de transação, que varia de acordo com o valor do tributo.


O Jornal do Carro está no Youtube

Inscreva-se
Deixe sua opinião