Você está lendo...
Dolphin Mini está a caminho das concessionárias, mostram flagras
Segredos

Dolphin Mini está a caminho das concessionárias, mostram flagras

Compacto que promete ser o elétrico mais barato do Brasil, BYD Dolphin Mini começa a ser vendido na última semana de fevereiro

Thais Villaça, Especial para o Jornal do Carro

22 de fev, 2024 · 5 minutos de leitura.

Publicidade

BYD Dolphin Mini flagra
BYD Dolphin Mini chega ao mercado brasileiro ainda em fevereiro
Crédito:Falando de Carro/Reprodução

Com estreia marcada para os próximos dias, o Dolphin Mini já está sendo distribuído para as concessionárias da BYD pelo Brasil. É o que mostram os flagras do site Falando de Carro, feitos por Danilo Oliveira. 

O burburinho em torno do compacto é por conta de seu preço, já que deverá custar cerca de R$ 100 mil. É um valor bastante competitivo e, por isso, pode ameaçar até modelos a combustão de marcas mais tradicionais, como Volkswagen Polo e Hyundai HB20, por exemplo. De olho na concorrência, a Renault baixou o preço do Kwid E-Tech de R$ 149.990 para R$ 99.990.



Fotografado sem disfarces em uma cegonha, é possível notar mais detalhes do modelo, que começa a ser vendido na próxima semana. Entre eles está o fato de que o Dolphin Mini terá capacidade apenas para quatro passageiros, como vemos na imagem acima. Isso porque não há apoio de cabeça central, um item de segurança obrigatório no País.

Publicidade


BYD Dolphin Mini flagra
Falando de Carro/Reprodução

O que já sabemos sobre o Dolphin Mini

Na realidade, o carro foi lançado em outros mercados como Seagull (gaivota) como parte da linha Ocean da BYD. Também fazem parte o Dolphin (golfinho), o Seal (foca) - vendidos no Brasil - e o mais novo Sea Lion (leão marinho), apresentado no fim do ano passado. Mas aqui o compacto elétrico será batizado de Dolphin Mini para pegar carona no sucesso do irmão Dolphin, o elétrico com mais emplacamentos por aqui em 2023.

BYD Dolphin Mini flagra
Falando de Carro/Reprodução

Em termos de tamanho, o Dolphin Mini tem 3,78 metros de comprimento, 1,71 m de largura e 1,54 m de altura e 2,50 m de entre-eixos. Já a lista de equipamentos terá itens como direção elétrica com regulagem de altura e profundidade, controle de velocidade de cruzeiro – sem ACC – e faróis e lanternas de LEDs. As rodas de liga leve têm 16 polegadas e há seis airbags.

Por dentro, o carrinho terá a famosa tela giratória da BYD. Mas, desta vez, com 10,1” (são 12,8” no Dolphin), além de conexão para Android Auto e Apple CarPlay. O quadro de instrumentos deve ser um pouco maior e chegar a 7”. 

BYD Dolphin Mini flagra
Falando de Carro/Reprodução

Versões e motorização

Apesar de a BYD ainda não confirmar as especificações técnicas por ora, o Dolphin Mini deve chegar em duas versões. A primeira traz um motor elétrico de 55 kW alimentado por bateria de 30 kWh que gera 75 cv de potência. Nesse caso, a autonomia (no generoso ciclo chinês, que fique claro) chega a 305 km.

Por sua vez, a segunda terá motor elétrico de 75 kW com bateria de 38,8 kWh, capaz de entregar 102 cv. O alcance, nas mesmas condições, chega a 405 km, de acordo com a montadora. A velocidade máxima é de 130 km/h.

Siga o Jornal do Carro no Instagram!


O Jornal do Carro está no Youtube

Inscreva-se
Deixe sua opinião