Rolls-Royce Spectre
Bring a Trailer/Reprodução

Dono coloca Spectre à venda e entra na lista negra da Rolls-Royce

CEO da Rolls-Royce deixou claro que quem tentasse vender o luxuoso sedã elétrico seria banido de futuras negociações com a marca

Por Thais Villaça 05 de fev, 2024 · 4m de leitura.

No ano passado, o CEO da Rolls-Royce, Torsten Müller-Ötvös, alertou que qualquer proprietário que tentasse vender o Spectre, primeiro carro elétrico da marca, entraria para a “lista negra” da empresa imediatamente. Entretanto, apesar do incisivo aviso, alguns dos sedãs ultraluxuosos recém-entregues começaram a aparecer no mercado. Como é o caso do modelo das fotos.

Este Spectre está na lista do site Bring a Trailer, que promove leilões online, por meio de uma concessionária em Miami (Flórida). O carro traz um pacote de lançamento e marca apenas 159 km no hodômetro.

Os motivos por trás da decisão de venda do Spectre não foram revelados, mas o atual dono pode ter jogado fora sua chance de comprar outro Rolls-Royce pelo resto de sua vida. Contudo, deverá conseguir um lucro significativo com a transação.

Rolls-Royce Spectre
Bring a Trailer/Reprodução

Como é o Rolls Royce Spectre

O Spectre tem pintura cinza Tempest e uma quase imperceptível faixa laranja Mandarin percorrendo as laterais. As rodas de sete raios têm 23 polegadas e estão calçadas em pneus Pirelli P Zero.

Por dentro, o padrão de cores se repete, com acabamento cinza e costuras na cor laranja, mas mesclados com revestimento de couro azul claro. Uma série de detalhes de madeira também aparece nas portas e há até um padrão de estrela cadente no painel em frente ao banco do passageiro.

Rolls-Royce Spectre
Bring a Trailer/Reprodução

Além disso, o Spectre traz dois motores elétricos com baterias de 120 kWh que produzem 592 cv e 91,2 mkgf combinados. De acordo com a Rolls-Royce, a autonomia é de 428 km.


Faltando apenas um dia para o leilão, o atual lance para a compra do sedã elétrico está em US$ 395 mil (cerca de R$ 1,96 milhão na conversão direta). Isso é menos do que o modelo custou quando zero km (US$ 420 mil, ou R$ 2,08 milhões). Mas a tendência é de que a cifra seja superada nos últimos momentos antes que o martelo seja batido.

Jornal do Carro também está no Instagram!

O Jornal do Carro está no Youtube

Inscreva-se
Newsletter Jornal do Carro

Complete seu cadastro para receber as últimas notícias do Jornal do Carro diretamente no seu e-mail.

Campo obrigatório
Campo obrigatório
Cep inválido
CPF/CNPJ inválido
Telefone inválido
Tudo certo!

Seu cadastro foi enviado. Em breve você receberá as últimas notícias do Jornal do Carro diretamente no seu e-mail.