Notícias

Elétrico Lucid Air chega a 836 km de autonomia e bate recorde da Tesla

Com apenas uma carga de bateria, Lucid Air Dream Edition Range ultrapassa o Tesla Model S e chega a 836 km de autonomia; modelo tem 933 cv

Jady Peroni, Especial para o Jornal do Carro

26 de set, 2021 · 5 minutos de leitura.

Lucid Air" >
Lucid Air supera o Tesla Model S e estabelece novo recorde como o carro elétrico com maior autonomia do mundo
Crédito:Divulgação/Lucid Motors

A competição entre os carros elétricos está cada vez mais acirrada. A Tesla largou na frente e, hoje, é a marca que mais cresce em valor de mercado - com destaque para o seu primeiro modelo, o Model 3, atual carro elétrico mais vendido do mundo. Entretanto, no quesito autonomia, a marca do bilionário Elon Musk perdeu a primeira posição para a Lucid Motors.

De acordo com a Agência de Proteção Ambiental dos Estados Unidos (EPA, na sigla em inglês), o sedã Lucid Air, na versão Dream Edition Range, com rodas de 19 polegadas, alcançou 520 milhas com apenas uma carga de bateria. Ou seja, aproximadamente 836 km de autonomia (medida pela distância máxima atingida numa carga completa de bateria).

Lucid Air
Divulgação/Lucid Motors

Para se ter uma ideia, essa distância é equivalente a quase uma viagem completa de ida e volta de São Paulo ao Rio de Janeiro, com 430 km entre as cidades. ''Crucialmente, esse marco histórico foi alcançado pela tecnologia própria dos veículos elétricos da Lucid, não apenas instalando uma bateria maior'', afirmou o CEO da Lucid Motors, Peter Rawlinson.

Com esse resultado, o Lucid Air supera o arquirrival Tesla Model S, que há poucos meses tornou-se o carro mais rápido do mundo, com aceleração de zero a 100 km/h em apenas 2 segundos. O Model S tem autonomia para até 651 km. No entanto, a grande curiosidade dessa história é que ambos os modelos foram pensados por Rawlinson, que trabalhou na Tesla.

Bateria de 900 Volts

Lucid Air
Divulgação/Lucid Motors

O número impressionante alcançado pelo Lucid Air foi possível graças a um conjunto de baterias com capacidade de 900 Volts. Além disso, vem com carregador de 300 kW que possibilita recarregar as baterias em 20 minutos, obtendo autonomia de 480 km.

Dessa forma, são 22 módulos de bateria no Lucid Air que, somados, criam 110 kWh. Para comparação, no Model S são 100 kWh. O sedã da marca rival da Tesla possui dois motores elétricos que, juntos, produzem 933 cv de potência máxima.



Outras versões

Apesar de não ser produzido em larga escala, o Lucid Air está disponível nos Estados Unidos em 3 versões: Air Touring, Grand Touring e Dream Edition. Nessa linha, o modelo mais ''básico'' tem valor inicial de U$ 95 mil e pode chegar até salgados U$ 195 mil com a versão mais cara. Então, na conversão direta, o Lucid Air parte de preço médio de R$ 500 mil e pode chegar, ou até mesmo ultrapassar, a marca de R$ 1 milhão com o Dream Edition, justamente a versão que obteve o novo recorde de autonomia.

Carros mais rápido do mundo?

Tesla Model S
Tesla/Divulgação

Apesar de perder o recorde de maior autonomia, o Tesla Model S Plaid continua sendo um dos carros mais rápidos do mundo. Por US$ 129 mil, o equivalente a R$ 661 mil, o sedã, segundo a montadora, é capaz de acelerar de 0 a 100 km/h em 1,9 segundo.

O modelo combina três motores elétricos, dos quais dois na traseira e um na dianteira. Juntos, geram até 1.020 cv. A velocidade máxima chega a expressivos 320 km/h. Musk também afirma que o Model S atingiu o menor coeficiente de arrasto para um carro de produção: Cx de 0,208. Ou seja, além de muito veloz, corta o ar com grande facilidade.

Continua depois do anúncio

O Jornal do Carro está no Youtube

Inscreva-se