Mercado

Elon Musk cancela Tesla Model S Plaid+ com autonomia de mais de 830 km

Por possível atraso de desenvolvimento das novas baterias, Elon Musk cancela Plaid+ e confirma Tesla Model S Plaid com até 1.020 cv

Emily Nery, Especial para o Jornal do Carro

08 de jun, 2021 · 5 minutos de leitura.

Tesla Model S começará a ser entregue no dia 10 de junho" >
Tesla Model S começará a ser entregue no dia 10 de junho
Crédito: Reprodução/Tesla

Subitamente, a história envolvendo o novo Tesla Model S cuja autonomia supera os 830 km chegou ao fim. De acordo com Elon Musk, a versão de longa autonomia Plaid+ está cancelada. O motivo, segundo o CEO? A configuração Plaid já é “boa o bastante”. Contudo, indícios apontam que a principal razão está relacionada ao atraso do novo conjunto de baterias.

O anúncio do cancelamento da versão topo de linha aconteceu pela Twitter, rede social favorita de Elon Musk. No domingo, o dono da Tesla escreveu ” Plaid+ está cancelado. Sem necessidade, uma vez que o Plaid é muito bom”.

Além disso, disse que a nova versão de topo conseguirá ir de 0 a 100 km/h em menos de 2 segundos. Assim, ressaltou que será o “carro de produção mais rápido já feito” e que “precisa ser sentido para acreditar”.

Para entender um pouco do rebuliço por trás do novo Model S, voltemos para o final de janeiro. Na época, o Jornal do Carro noticiou que a primeira atualização do Model S traria três versões: Long Range, Plaid e Plaid+.

As duas últimas utilizariam três motores elétricos e poderiam entregar até 1.000 cv de potência. No caso da Plaid +, a Tesla mencionava que a autonomia poderia chegar aos 834 km.

Novo Tesla Model S
Divulgação/Tesla

Nesse ínterim, a montadora californiana anunciou que já havia vendido toda a produção do 1º semestre, cerca de 385 mil veículos. Logo depois, a fabricante alterou as datas de entrega do Model S e Model X para outubro de 2021 e janeiro de 2022, respectivamente.

Ainda que não tenha dado justificativa, o motivo mais plausível por trás do atraso é a falta de semicondutores que atinge a indústria global.

Central multimídia do Model S Plaid poderá rodar Cyberpunk e 2077 e The Witcher 3 Reprodução/Twitter

Atraso nas novas baterias pode ser o motivo

Portanto, o cancelamento da versão Plaid+ também pode estar diretamente ligado à escassez de semicondutores no mercado, uma vez que a empresa mostrou o esportivo no evento do “Dia da Bateria”, no ano passado.

Por lá, Musk anunciou que a inédita versão utilizaria a nova geração de suas baterias que reúne 4.680 células. No entanto, a produção do novo conjunto foi postergado para abril de 2022, na melhor das hipóteses. Na conferência de lucros do 1º trimestre de 2021, Elon atribuiu o atraso das novas baterias à “falta de confiança para serem equipadas em carros”.



Continua depois do anúncio

Nova data de entrega

Em contrapartida, a Tesla anunciou ontem (7) que o Model S Plaid começará a ser entregue na próxima quinta-feira (10). Conforme anúncio da fabricante, as primeiras unidades serão entregues na fábrica de Freemont às 19h do horário local, com transmissão ao vivo.

Pelo site da empresa, essa versão sairá por US$ 119.900, cerca de R$ 603,9 mil na conversão direta, ou US$ 114.990 com incentivos fiscais para carros elétricos. Sem impostos inclusos, o valor com abatimento ficaria por volta de R$ 578,7 mil.

Com três motores elétricos, essa versão poderá chegar aos 1.020 cv de potência e rodar até 627 km sem necessidade de carregamento. Além disso, a velocidade máxima atinge os 322 km/h.

O Jornal do Carro está no Youtube

Inscreva-se
o catálogo 0km do jornal do carro tem
ofertas imperdíveis de todas grandes marcas
Logo Jornal do carro
Preencha seus dados abaixo para...
Aceito receber informações e ofertas e que estou
de acordo com termos e condições
Quero receber ofertas do(s) modelo(s)

Obrigado! Em breve entraremos em contato.

x