Você está lendo...
Ford confirma picape Maverick em 2022 no Brasil para pegar a Fiat Toro
Lançamentos

Ford confirma picape Maverick em 2022 no Brasil para pegar a Fiat Toro

Recém-lançada nos EUA e feita no México, picape Ford Maverick virá importada em 2022 com versão híbrida para disputar vendas com a Fiat Toro

Diogo de Oliveira

30 de ago, 2021 · 7 minutos de leitura.

Ford
Picape Maverick promete surpreender o consumidor brasileiro, garante Ford
Crédito:Ford/Divulgação

A Ford está em reconstrução no Brasil após encerrar a produção de veículos no País em janeiro deste ano. A marca deixou de apostar em produtos com altos volumes de vendas e passou a focar SUVs e picapes, como parte da estratégia global iniciada há cerca de dez anos. Assim, o modelo de maior sucesso da empresa no País passou a ser a picape Ranger, que é produzida na Argentina. Entretanto, para 2022, a fabricante anuncia um importante reforço: a picape Maverick.

Feita no México sobre a plataforma do SUV Bronco Sport, a Ford Maverick entrou recentemente em produção na fábrica de Hermosillo, e já começa a chegar às lojas da marca nos Estados Unidos. A inédita picape com chassi do tipo monobloco é menor que a Ranger e tem tamanho muito próximo ao da Fiat Toro, que será sua principal rival no mercado brasileiro.

Inclusive, um flagrante feito recentemente e publicado na página Maverick Truck Club, permite ver como a Maverick é diferente de suas irmãs maiores. A picape mexicana aparece entre a Ranger e a F-150, modelo da Série F, a mais vendida da marca há décadas nos EUA. Assim, para comparação, a Ranger tem 1,82 metro de altura e 3,22 m de distância entre os eixos. Por sua vez, a Maverick tem 1,74 m e 3,07 m, respectivamente.


Ford Maverick Lariat
Ford/Divulgação

Nome de um ícone

Para os norte-americanos, Maverick, termo em inglês que significa "independente" e "inovador", tem a ver com a picape, que é um produto inédito. No Brasil, a Maverick também será inédita e inovadora, mas com o mesmo nome do modelo nacional feito pela Ford no País entre 1973 e 1979 - e que se tornou um ícone da marca.

Seja como for, a Maverick tem potencial para fazer sucesso no Brasil. Só nos EUA, a picape acumula mais de 100 mil reservas, sendo que 36 mil foram feitas na primeira semana de pré-venda. Por causa disso, inclusive, o lançamento do modelo por aqui não tem data fechada. Ou seja, depende da capacidade de a marca honrar as entregas prometidas.


Vale registrar que, no mercado norte-americano, a Ford Maverick estreou com preços convidativos para os padrões locais. Assim, parte de US$ 20 mil, o equivalente a uns R$ 104 mil na conversão direta, sem taxas. Nos EUA, sua principal concorrente é a Hyundai Santa Cruz, outra picape inédita. Derivada do Tucson, ela também está cotada para ser vendida no Brasil.

Ford/Divulgação

Maverick vs Toro

Tanto a Maverick quanto a Toro têm os mesmos 1,84 metro de largura e 1,74 metro de altura. Contudo, quando comparados o comprimento e a distância entre os eixos, as medidas da picape Ford são um pouco maiores. Ela tem, portanto, 5,07 m de comprimento e 3,07 m de entre-eixos, ante 4,94 m e 2,99 m do modelo da Fiat, respectivamente.


Contudo, embora seja menor que a Ranger, a Maverick já nasceu para ser eletrificada. A picape conta com sistema híbrido. O motor 2.5 Duratec a gasolina de quatro cilindros com ciclo Atkinson gera 164 cv e 21,4 kgfm de torque e funciona conectado a outro elétrico que produz o equivalente a 128 cv e 23,9 kgfm. Segundo a Ford, juntos, entregam 193 cv de potência. A autonomia é de até 800 km e o consumo médio na cidade é de de 17 km/l.



A versão Lariat, a mais cara e potente da Maverick nos EUA, tem motor 2.0 EcoBoost turbo de 253 cv e 38,3 kgfm. Trata-se do mesmo quatro-cilindros do Bronco Sport, que no Brasil é vendido, ao menos por enquanto, apenas na versão de topo de linha Wildtrak, que também traz tração 4x4.

Ford Maverick Lariat
Ford/Divulgação

Preço será decisivo

A Ford não revelou detalhes da picape que virá ao Brasil. Ou seja, apenas confirmou a importação a partir de 2022. Entretanto, as fotos divulgadas pela marca são da versão Lariat. Ou seja, o preço no mercado brasileiro poderá superar os R$ 200 mil. Assim, a Maverick deve ser uma picape de nicho no País, sem fôlego para ameaçar a Toro, que é feita em Goiana (PE).

Para comparação, a Fiat tem tabela entre R$ 120.990 e R$ 192.990 - esta com motor turbodiesel e tração 4x4. Nesse sentido, é improvável que os clientes do modelo irão trocá-lo pela Ford Maverick híbrida. Da mesma forma, podem escolher a Ford Ranger Black, oferecida a R$ 193.690. Ou seja, o preço da novidade deverá ser definido de forma "cirúrgica".

Atualizada às 17h54


O Jornal do Carro está no Youtube

Inscreva-se

Ford Bronco Sport
Oferta exclusiva

Ford Bronco Sport

Deixe sua opinião