Você está lendo...
Governo de SP anuncia R$ 500 milhões para produzir carros eletrificados
Mercado

Governo de SP anuncia R$ 500 milhões para produzir carros eletrificados

Com intuito de atrair R$ 20 bilhões em 3 anos de investimento, Governo de SP vai oferecer benefício para montadoras que priorizarem elétricos e híbridos

Jady Peroni, especial para o Jornal do Carro

30 de mar, 2022 · 6 minutos de leitura.

Governo de SP
Estado de São Paulo representa 34% da frota nacional eletrificada
Crédito:DIOGO DE OLIVEIRA/ESTADÃO

O Governo de São Paulo anunciou, nesta quarta-feira (30 de março), um novo programa que visa incentivar a produção de carros híbridos e elétricos no Estado. Com o nome "Pró Veículo Verde", a iniciativa pretende atrair cerca de R$ 20 bilhões durante um período de 3 anos de investimento em veículos eletrificados. Para isso, serão investidos, ao todo, R$ 500 milhões em créditos do ICMS, que serão repassados às montadoras que priorizarem modelos do segmento.

"O Governo de São Paulo assinou o documento na COP-26 com nosso compromisso de descarbonização em todo o estado das emissões até 2050. E passa a ser mandatório que o Estado adote a aquisição de veículos sustentáveis a partir de agora, notadamente nas áreas de Segurança Pública e Educação", disse o governador, João Doria, em comunicado.

De acordo com as informações, o projeto prevê um plano de amortização de custos da indústria. Dessa forma, será possível abrir espaço para a adaptação das linhas de produção de São Paulo, bem como para a construção de novas fábricas. A apresentação ainda menciona que o Estado já lidera o mercado nacional de veículos sustentáveis, com 34% da frota movida com energia limpa.


carregadores ele?tricos
Divulgação/WEG

Híbridos, elétricos e biocombustíveis

De acordo com o anúncio, o Pró Veículo Verde vai atender montadoras que apresentarem um investimento mínimo de R$ 15 milhões. Ou seja, metade do valor tradicional de R$ 30 milhões para incentivo ao setor automotivo. Além disso, o benefício serve para fabricantes que priorizarem não só elétricos e híbridos, mas também movidos por biocombustíveis.



''É uma política para estimular a transição verde no setor automotivo em São Paulo e no Brasil. Metade dos investimentos de mais de R$ 265 bilhões no estado nos últimos três anos vêm do setor automotivo, e a ideia é estimular que isso seja feito de uma forma cada vez mais sustentável'', afirma Patricia Ellen, secretária de desenvolvimento econômico.


Outra mudança é que o valor do piso para aderir aos créditos do ICMS diminuiu em relação ao modelo tradicional. Portanto, os fabricantes que têm a partir de R$ 3 milhões de créditos já poderão resgatá-los. O teto original para o setor era de R$ 5 milhões.

Toyota Corolla Cross 2023
Divulgação/Toyota

Por fim, o Governo de São Paulo também alongou o prazo da fiança bancária ou do seguro de obrigações contratuais, que passa de um para três anos. Os serviços tiveram uma redução da fiança de até 90%, ante aos atuais 75%.


Produção de eletrificados

É fato que as montadoras estão na corrida pela eletrificação no País. No entanto, atualmente, a Toyota é a única que produz carros híbridos flex no Estado de SP, com o Corolla sedã e o SUV Corolla Cross nas versões Hybrid. Outras fabricantes ainda não anunciaram planos a curto prazo para uma operação envolvendo elétricos e híbridos.

No evento, Doria chegou a lembrar que a Great Wall confirmou um investimento de R$ 10 milhões. A chines inclusive já confirmou que só venderá veículos eletrificados no Brasil. O intuito é de produzir alguns desses carros na fábrica de Iracemópolis, no interior paulista. Além disso, vale dizer que, neste mês de março, a montadora anunciou que vai investir na criação de estações de recarga para carros eletrificados. De início, serão 100 pontos no estado de São Paulo.

Great Wall
Divulgação/Great Wall

De acordo com a GWM, a rede terá energia limpa. Assim, é possível que a montadora chinesa instale placas fotovoltaicas nas infraestruturas. Além disso, o uso dos carregadores será gratuito para modelos de qualquer fabricante nos locais de vendas e serviços da GWM. A previsão é de que todos estejam funcionando até 2023.

O Jornal do Carro está no Youtube

Inscreva-se
Deixe sua opinião