Você está lendo...
Great Wall vai construir rede de carregadores para eletrificados em SP
Mercado

Great Wall vai construir rede de carregadores para eletrificados em SP

Antes de lançar seus carros elétricos e híbridos no Brasil, Great Wall Motors vai instalar cerca de 100 pontos de carregamento em São Paulo

Jady Peroni, especial para o Jornal do Carro

26 de mar, 2022 · 5 minutos de leitura.

Great Wall
Great Wall prepara terreno para gama elétrica no Brasil
Crédito:Divulgação/Great Wall

A chinesa Great Wall Motors ainda não vende seus carros elétricos e híbridos no Brasil, mas a marca continua moldando seu caminho para a estreia no País. Desta vez, a montadora anunciou que vai investir na criação de estações de recarga para carros eletrificados. Inicialmente, serão 100 pontos no estado de São Paulo, nas principais cidades.

De acordo com a GWM, a rede de carregamento terá energia limpa. Dessa forma, é provável que a montadora instale placas fotovoltaicas nas infraestruturas. Além disso, o uso dos carregadores será gratuito para modelos de qualquer fabricante nos locais de vendas e serviços da GWM. A previsão é de que todos estejam funcionando até 2023.

Vale dizer que os carregadores também serão instalados em pontos estratégicos, como, por exemplo, supermercados, estacionamentos e shoppings. A iniciativa, segundo a marca, ocorrerá por ação direta, mas também por meio de parcerias. Em um segundo momento, esses pontos de recarga chegarão em outros estados do País, de norte a sul.


Great Wall picapes
Great Wall/Divulgação

''À medida que a GWM desenvolve seu projeto de instalação no Brasil, agregamos novos aspectos que garantirão o sucesso dos nossos produtos e da nossa marca. A desmistificação da eletromobilidade é essencial para apoiar os consumidores na decisão de mudar para um novo paradigma de propulsão'', disse Pedro Bentancourt, CRO da Great Wall Motors.

Investimento pesado

Maior fabricante chinesa de capital privado, a GWM vai investir mais de R$ 10 bilhões no Brasil nos próximos 10 anos para produzir e vender SUVs e picapes eletrificados. A produção será feita na fábrica de Iracemápolis (SP), com previsão de atingir capacidade de 100.000 veículos por ano. Para tanto, vai gerar 2.000 empregos diretos até 2025.




No evento de estreia no mercado brasileiro, que aconteceu em janeiro deste ano, a marca afirmou que todos os carros vendidos por aqui terão alta conectividade e recursos inteligentes. Como tecnologia 5G, direção semiautônoma (nível 2), inteligência artificial e comandos de voz. No entanto, a empresa deixou claro que sua principal ambição no Brasil é ser líder no segmento de veículos sustentáveis.

Lançamento próximo?

Great
Great Wall Motor/Divulgação

A princípio, o primeiro lançamento da Great Wall acontecerá ainda em 2022, no último trimestre, vindo da China. Oswaldo Ramos, diretor comercial da GWM, disse que será um modelo inédito - seu lançamento acontecerá em abril, na China. Depois, na segunda metade de 2023, a fábrica dá início à produção nacional.


Os nomes dos modelos ainda não foram revelados, embora já tenhamos nossas apostas no Jornal do Carro. O plano da Great Wall Motors prevê o lançamento de dez modelos até 2025, todos eles híbridos. Em seguida, virão os carros elétricos. Mas isso deve acontecer apenas quando a chinesa entender que a rede de recarga está madura no País.

O Jornal do Carro está no Youtube

Inscreva-se