Você está lendo...
Hyundai HB20 chega mais seguro à linha 2022
Notícias

Hyundai HB20 chega mais seguro à linha 2022

Versões Sense, Vision e Evolution do Hyundai HB20 passam por atualizações e apostam em itens de segurança após reprovação em testes do Latin NCAP

Redação

23 de mar, 2021 · 4 minutos de leitura.

vendas
Hyundai HB20 Sense 1.0
Crédito:Hyundai/Divulgação

Depois da polêmica que envolveu o HB20 - que ganhou zero estrela nos testes do Latin NCAP - a Hyundai resolveu reforçar a segurança de seu principal produto. A partir de agora, toda a gama do modelo - HB20, HB20X e HB20S - passa a incorporar air bags laterais e controles de estabilidade e de tração de série.

A linha 2022 do modelo começa em R$ 56.890 para o modelo hatch, versão Sense. Está, no entanto, mais caro em R$ 1.900 (a linha 2021 custava R$ 54.990. Juntamente à ela, a princípio, as configurações Vision e Evolution são as primeiras a receber atualização de linha. As variantes Sport, Diamond e Diamond Plus passarão por atualizações posteriormente, informa a Hyundai.



No mais, em síntese, o HB20 oferece câmera de ré como item de série a partir da versão Evolution 1.0 (aspirado) e sistema de frenagem autônoma e alerta de mudança involuntária de faixa para o acabamento Evolution, com motor 1.0 turbo. No sedã HB20S, entretanto, valores começam em R$ 65.490 (Vision 1.0). Já o pseudoaventureiro HB20X parte de R$ 73.890 (Vision 1.6, com câmbio manual) na linha 2022.


Relembre a polêmica

Em dezembro, o Latin NCAP divulgou uma nova rodada de testes com modelos populares no mercado brasileiro. No caso, Ford Ka e Hyundai HB20. Por causa do aumento das exigências (praxe a cada ano), os resultados não foram atingidos e, com isso, o órgão não governamental zerou a pontuação de ambos.

Hyundai
Latin NCAP/Divulgação

À época, o Latin NCAP culpou a ausência de controle de estabilidade tanto no Ka quanto no HB20 para os resultados ruins. Ter apenas dois air bags também pesou, na ocasião. Tanto que, no Hyundai, a avaliação de assistência à segurança ficou em apenas 14%. No teste de colisão dianteira, a proteção foi considerada média. Mas, o resultado foi ruim nos casos (lateral) de proteção para o tórax.


E não é só isso. O teste de chicote da cervical - que avalia a proteção do pescoço em caso de colisão - também teve desempenho ruim. Cabe recordar que, na época, a Hyundai não se manifestou sobre os resultados. A marca, no entanto, preferiu agir, investindo em segurança na linha 2022.

O Jornal do Carro está no Youtube

Inscreva-se

Hyundai New Tucson GLS
Oferta exclusiva

Hyundai New Tucson GLS