Você está lendo...
Jeep lança o Compass 4xe híbrido que recarrega em tomadas por R$ 350 mil
Lançamentos

Jeep lança o Compass 4xe híbrido que recarrega em tomadas por R$ 350 mil

Aceleramos a versão híbrida do Jeep Compass, que é do tipo plug-in, recarrega em tomadas e tem modo elétrico; SUV chega na versão Série S

Jady Peroni, especial para o Jornal do Carro

04 de abr, 2022 · 12 minutos de leitura.

Jeep Compass 4xe
Jeep Compass 4xe estreia no Brasil com sistema híbrido plug-in que entrega até 927 km de autonomia combinada
Crédito:Divulgação/Jeep

O Jeep Compass 4xe (no inglês, "four by e") está oficialmente no Brasil. O SUV, lançado nesta segunda-feira (04 de abril), Dia do 4x4, dá início à estratégia de eletrificação da marca no País. Além de novas soluções tecnológicas e sistemas exclusivos, o utilitário tem como principal destaque o sistema híbrido plug-in, que une o motor 1.3 turbo (em versão a gasolina) a um elétrico. Ele desembarca da Itália pelo preço de R$ 349.990. Sendo que, em São Paulo, o valor pode chegar a R$ 360.887.

O novo Compass 4xe chega ao mercado brasileiro na versão topo de linha Série S. De acordo com a Jeep, a escolha se justifica por ser a mais completa da gama. Além disso, o SUV traz recursos inéditos como, por exemplo, câmeras 360° e novos seletores de terrenos, que acompanham o conjunto híbrido plug-in. Este, diz a marca, foi escolhido pela ''liberdade que o condutor tem de escolher como quer rodar com o veículo''.  

Como é o desempenho do 4xe

Primeiro 4x4 híbrido do segmento, o novo Compass 4xe utiliza um motor para cada eixo, e traz o câmbio automático de seis marchas. O motor a combustão, que gera 27,5 mkgf de torque, é o responsável por tracionar o eixo dianteiro. Enquanto isso, o elétrico, de 25,5 mkgf, movimenta o eixo traseiro. A potência total é de 240 cv e a aceleração de 0 a 100 km é feita em 6,8 segundos. Já a velocidade máxima é de 206 km/h.


Divulgação/Jeep

Além dos seletores de terrenos já conhecidos como Auto, Snow (Neve) e Sand/Mud (Areia/Lama), há também o exclusivo modo Sport. Nele, nota-se que a direção do SUV fica mais firme e percebe-se melhor a oferta do torque. Outro ponto que vale mencionar é que o 4x4 possui controle de tração independente, sendo eles: 4WD Low, 4WD Lock e HDC.

Durante a avaliação do Jornal do Carro, feita em evento em São Miguel do Gostoso (RN), foi possível perceber que as retomadas do 4xe são precisas e tem respostas rápidas. Mas, em questões de aceleração, demoramos um pouco mais de 6,8 segundos para chegar aos 100 km. Afinal, ele é cerca de 300 kg mais pesado que as configurações convencionais, com 1.908 kg.


Autonomia de até 927 km

Um recurso que chama atenção no Jeep Compass 4xe é o seletor do modo híbrido, que oferece três opções de condução. Nesse caso, evidentemente há o acionamento de ambos os motores, enquanto, no modo elétrico, o motor a combustão desliga - e, assim, reduz as emissões de CO2 a zero. Mas, o que mais se destaca é o "E-save", que desliga o motor elétrico e otimiza o térmico. Dessa forma, permite recarregar a bateria enquanto o carro anda com motor a gasolina. Segundo a marca, o carro andando consegue regenerar até 80% da bateria.

Em relação à autonomia, os números variam de acordo com os modos de condução. E eles impressionam. No modo híbrido, o SUV consegue rodar até 927 km. Já com o elétrico, são 44 km de autonomia e velocidade máxima de 130 km/h. Mas, pode alcançar até 50 km, segundo os dados do mercado europeu. No teste, não foi possível avaliar os números.

Divulgação/Jeep

Por enquanto, o Compass 4xe vem apenas na versão a gasolina. Entretanto, a marca já produz no Brasil o motor 1.3 turbo em versão flexível. Ou seja, existe a possibilidade de nacionalização do sistema híbrido plug-in com o 1.3 T270 turbo flex de até 185 cv. Na versão a gasolina, o consumo médio é surpreendente e chega a 25,4 km/l. Mas a marca lembra que esse é o número no Brasil. Na aferição da Europa, o SUV supera 50 km/l.

Recarga eficiente?

Importante dizer que o Compass 4xe é diferente do Toyota Corolla Hybrid, único SUV do gênero entre os médios mais vendidos. O modelo da Jeep é híbrido do tipo plug-in, que pode ser recarregado em tomadas e oferece maior autonomia em modo 100% elétrico. Ele traz um carregador portátil bivolt que fica no porta-malas e permite o carregamento em tomadas comuns. Nesse caso, leva entre 4 horas e até 20 horas. Já no carregador de parede (Wallbox), a recarga total é feita em apenas 1h30.

Além disso, a montadora traz soluções de mobilidade em parceria com a WEG, que fornece um Wallbox exclusivo. O equipamento estará à venda como acessório nas concessionárias da Jeep. Inclusive, os 40 primeiros compradores de cada unidade no País ganharão o carregador de presente junto com o "kit de boas vindas" com produtos da marca.




Assistentes semiautônomos

Entre os equipamentos de série, o Jeep Compass 4xe tem vários recursos de condução semiautônoma. Há, por exemplo, frenagem automática com reconhecimento de pedestres, ciclistas e motociclistas. Antes dele, um alerta sonoro bem alto e um aviso para frear na tela despertam o condutor. Além disso, há controle de cruzeiro adaptativo (ACC) que lê placas de trânsito. 

Há ainda detector de fadiga do motorista, assistentes de mudança de faixa e de ponto cego, bem como ajuste automático dos fachos dos faróis. Um recurso exclusivo da versão híbrida é o Park Assist, que realiza a manobra de baliza de forma automática.


Da mesma forma, o acionamento do sistema elétrico de abertura do porta-malas é por movimento - basta passar um dos pés embaixo do para-choques traseiro para acionar o sistema. Outra tecnologia presente apenas no híbrido 4xe é o pacote de câmeras 360°. Para acioná-la, basta selecionar a opção na central multimídia e escolher o ângulo.

Jeep Compass 4xe
Divulgação/Jeep

Tecnologia de ponta

Já presente nas outras versões do Compass, a plataforma de conectividade Adventure Intelligence tem novos recursos no 4xe. Entre eles, a pesquisa de Pontos de Interesse (POI), que permite localizar estações de recargas mais próximas do veículo.


Há também opções como programação de recarga e de climatização, leitura do nível de bateria e uma tela que permite visualizar informações do híbrido como, por exemplo, o fluxo de energia e histórico de direção. Essa função é bem interessante, pois o motorista consegue visualizar como o conjunto opera, assim como o carro se comporta em cada modo.

A nova multimídia Uconnect tem tela Full HD de 10 polegadas que basicamente permite ao condutor acionar todas as funções do SUV.  Além disso, há maior capacidade de armazenamento de dados e processador mais potente. O sistema tem conexão sem fio com smartphones e permite, portanto, espelhar Android Auto e Apple CarPlay.

Além disso, assim como já ocorre nas demais versões, o Compass 4xe tem internet a bordo. Assim, dá para acionar algumas funções pelo celular, no aplicativo My Uconnect. Nele, o motorista pode ligar o ar-condicionado e ajustar a temperatura a bordo antes de embarcar. Bem como abrir ou travar as portas, ver a localização e ligar o motor.


Divulgação/Jeep

Design moderno e alto conforto

No visual, o Compass 4xe traz as atualizações feitas há um ano no modelo feito em Goiana (PE). O SUV está disponível em quatro opções de cores: Prata Glacier, Alpine White, Black e a de lançamento, Azul Shade, com opção de teto preto. Destaque para as rodas de liga leve de 19 polegadas, os faróis Full LEDs e o teto solar panorâmico.

Por dentro, o conforto faz jus ao preço. A cabine é espaçosa e os acabamentos em preto dão elegância ao 4xe. Há ajustes elétricos nos bancos do motorista e do passageiro, além de forração em couro. Na segurança, o Compass híbrido tem 7 airbags, freio de estacionamento eletrônico e monitor de ponto cego nos retrovisores externos.


O Jornal do Carro está no Youtube

Inscreva-se