Mercado

Futura rival da Fiat Toro, picape Ford Maverick tem nome registrado no Brasil

Montadora renovou registro de propriedade feito na década de 1970, mas o nome Maverick será a única herança do ícone nacional no novo modelo da Ford

Diogo de Oliveira, special para o Estado

28 de out, 2020 · 3 minutos de leitura.

Ford Maverick
Projeção mostra como pode ficar a inédita picape Ford Maverick, prevista para 2021
Crédito:Jonathan Machado

Após quase cinco décadas, a Ford registrou de novo o nome Maverick no Instituto Nacional de Propriedade Industrial (INPI). Mas o batismo moderno não tem ligação com o famoso cupê nacional produzido pela marca na década de 1970. Maverick é o nome mais cotado para batizar a nova picape da Ford que será lançada no fim de 2021.

Posicionada abaixo da Ranger, a Ford Maverick vai brigar com a Fiat Toro. O modelo produzido na fábrica da Jeep, em Pernambuco, não tem concorrentes e vende quase o mesmo que a líder Strada. O sucesso é tão grande, que a Toro costuma entrar no top 10.



Diferente da Fiat Toro, a Maverick será um produto mais difundido. As vendas nos Estados Unidos estão confirmadas, e a produção será no México, para abastecer também a América Latina e o mercado brasileiro, que pode ser o primeiro a receber a inédita picape da marca do oval azul.

bronco
Ford/Divulgação

Base de Bronco

A Ford Maverick usará a plataforma modular C2, que serve aos carros médios da Ford, como o Focus. Tal como ocorre com Fiat Toro e Jeep Renegade, a arquitetura da picape derivará do Bronco, novo SUV da Ford que entrou em pré-venda nos EUA.

O design ainda é mistério. A Maverick só foi vista com camuflagem pesada. Há quem diga que a picape terá a dianteira do Bronco. A mecânica também não está confirmada. No Brasil, a picape pode usar o motor 2.0 Direct Flex de até 176 cv do Ecosport Storm.

A Ford Maverick será lançada no segundo semestre de 2021.

O Jornal do Carro está no Youtube

Inscreva-se

Ford Bronco Sport
Oferta exclusiva

Ford Bronco Sport