Notícias

Michelin e GM apresentam novo pneu que roda sem ar e não fura

Francesa Michelin quer lançar primeiro pneu sem ar em 2024; tecnologia promete pneus mais duradouros, seguros, econômicos e até recicláveis

Redação, Com Renan Monteiro, especial para o Jornal do Carro

25 de out, 2021 · 4 minutos de leitura.

Michelin pneu sem ar" >
Michelin e General Motors apresentam novo pneu sem ar e prometem lançamento para 2024
Crédito:Michelin/Divulgação

O novo pneu sem ar da Michelin foi oficialmente apresentado ao público pela primeira vez. Trata-se do protótipo Uptis, sigla em inglês para Sistema Único de Pneu à Prova de Furos. A tecnologia promete proporcionar uma revolução no ramo, com a expectativa de maior segurança e menor impacto ambiental. Os principais materiais utilizados na construção do pneu sem ar incluem borracha regular e fibra de vidro.

Visualmente, não há muita diferença em relação aos pneus tradicionais, exceto pelo fato de que o composto é vazado nas laterais. Entretanto, a despeito da semelhança, a Michelin diz que o novo pneu é resistente a furos e não apresenta queda de pressão, nem risco de danos laterais. Assim, permitirá viagens mais seguras - sem "imprevistos". Bem como será mais fácil de reciclar, o que promete torná-lo mais amigável ao planeta.

Michelin pneu sem ar
Michelin/Divulgação

Como é o pneu sem ar

Por ora, a Michelin não divulgou muitos detalhes do novo pneu, que se encontra em fase de testes. O protótipo Uptis surgiu em 2017, sob o nome Vision. Na época, o conceito era um pneu sem ar, conectado, impresso em 3D e feito com materiais renováveis e de origem biológica. Desde então, a fabricante aprimorou o projeto, chegando ao modelo atual.

O sistema da Michelin é semelhante ao de pneus desenvolvidos para veículos lunares. Em vez ar pressurizado, o modelo tem pequenos raios feitos de plástico reforçado com vidro, que servem de apoio à banda de rodagem. Assim, é à prova de furos, o que dispensará, por exemplo, a necessidade de estepe, bem como o descarte prematuro por danos.



Projeto feito com a GM

O novo pneu que roda sem ar foi anunciado pela Michelin em parceria com a General Motors. O projeto teve início em 2017, e os primeiros testes começaram em 2019. Agora, as empresas divulgam as primeiras imagens, com os pneus instalados no hatch elétrico Chevrolet Bolt. Com os recentes avanços, a Michelin prevê, assim, o início das vendas para 2024.

bridgestone
Bridgestone/Divulgação

Bridgestone quer ser pioneira

Assim como no mercado de carros, há uma disputa acirrada entre as gigantes de pneus. E, nesse sentido, outras marcas também estão correndo para lançar um modelo que roda sem ar. A japonesa Bridgestone, por exemplo, apresentou em 2020 seu pneu sem ar para bicicletas no Japão, com estreia (atrasada pela pandemia) nos Jogos Olímpicos de Tóquio.

A fabricante quer ser pioneira com o seu modelo, e vai lançar os primeiros pneus sem ar para veículos comerciais. Somente depois a Bridgestone vai ampliar a oferta para os carros de passeio. Isso deve ocorrer até 2023, antes, portanto, da francesa Michelin. De toda forma, os novos pneus sem ar nunca estiveram tão perto de chegar às ruas.

O Jornal do Carro está no Youtube

Inscreva-se