Diogo de Oliveira, Especial para o Estado

04/12/2020 - 4 minutos de leitura.

Toyota Corolla tem novo reajuste de preços e já passa de R$ 150 mil

Sedã médio está até R$ 4,5 mil mais caro, com a versão de entrada GLi a partir de R$ 14.590, e o Corolla híbrido por R$ 154.390

aluguel
Versão Altis Premium Hybrid teve maior aumento e chega a R$ 154.390 Crédito: Toyota/Divulgação
Carro

Vai comprar um 0km? Nós te ajudamos a escolher.

Apenas um mês após ter os preços reajustados, o Toyota Corolla volta a ficar mais caro no Brasil. Como resultado, o sedã médio está entre R$ 3.300 e R$ 4.500 mais caro do que custava no início de novembro.

A versão GLI é a de entrada na linha. O motor é 2.0 flexível e o câmbio, automático do tipo CVT. O preço subiu de R$ 111.290 para R$ 114.590. Ou seja: a alta foi de R$ 3.300.

Da mesma forma, o Corolla Altis Premium Hybrid ficou mais caro. Seu preço sugerido superou os R$ 150 mil. Anteriormente, o modelo tinha tabela a partir de R$ 149.890. Atualmente, custa a partir de R$ 154.390.

O Toyota Corolla já acumula alta de até 17,8% no preço desde o lançamento da atual geração. Em outras palavras, o sedã custava a partir de R$ 99.990 na versão GLi. E de R$ 130.990 na configuração topo de linha Altis Premium Hybrid.

Inscreva-se no canal do Jornal do Carro no YouTube

Veja vídeos de testes de carros e motos, lançamentos, panoramas, análises, entrevistas e o que acontece no mundo automotivo em outros países!

Inscrever-se

Disparada do dólar

Os seguidos reajustes dos preços dos carros no Brasil em 2020 têm um culpado: o dólar dos Estados Unidos.

Tal como mostramos aqui no Jornal do Carro, o Toyota Corolla não é o único que vem sofrendo com a disparada da moeda norte-americana. Desde março, diversos modelos de vários segmentos tiveram os preços reajustados para cima por causa da alta do dólar.

A moeda norte-americana chegou a R$ 5,90. Isso aconteceu em maio, quando toda a indústria automobilística fechou as fábricas no Brasil O cenário conturbado das eleições presidenciais norte-americanas também influenciou o dólar, que disparou no Brasil, alcançando valores recordes.

Mesmo os veículos produzidos no Brasil ficaram mais caros. A explicação é que todos trazem muitos componentes importados. O Corolla híbrido tem motor e câmbio produzidos no exterior. Além do sedã médio, o compacto Yaris também está com a tabela de preços mais salgada.

Muitas fábricas de componentes no mundo inteiro fecharam no início da pandemia. Isso afetou a distribuição e os custos alfandegários. Sobretudo para trazer as peças de fora do País.



Notícias relacionadas


Ofertas 0KM

Mais ofertas

Mais ofertas exclusivas

Veja todas as condições especiais