Você está lendo...
Novo Ford Everest, SUV da Ranger, estreia em março e interessa ao Brasil
Notícias

Novo Ford Everest, SUV da Ranger, estreia em março e interessa ao Brasil

SUV de 7 lugares Everest colocará a Ford na disputa contra Toyota SW4, Chevrolet Trailblazer, Mitsubishi Pajero Sport e outros SUVs premium

Vagner Aquino, especial para o Jornal do Carro

19 de fev, 2022 · 4 minutos de leitura.

Ford
Apresentação do Ford Everest está agendada para o dia 1 de março
Crédito:Ford/Divulgação

A Ford vai revelar no dia 1º de março a nova geração do SUV de 7 lugares Everest. A estreia será na Ásia, porém, o utilitário feito sobre a nova Ranger é global e interessa aos mercados da América do Sul, sobretudo ao Brasil. Aqui, o Ford Everest será boa opção a partir de 2023 para disputar vendas com Toyota SW4, Chevrolet Trailblazer e Mitsubishi Pajero Sport, para citar os SUVs derivados de picapes médias. Mas há outros concorrentes com 7 lugares, como o Jeep Commander.

Autoevolution/Reprodução

Um facilitador para a vinda do novo Ford Everest é a produção local da nova geração da picape Ranger, que será feita a partir de 2023 na fábrica de General Pacheco, na Argentina - de onde virá importada ao Brasil. Chamado na Índia como Endeavour, o Everest pode, então, ganhar produção no país vizinho e desembarcar por aqui também no ano que vem.




Detalhes extras

Os detalhes do SUV de 7 assentos ainda são desconhecidos. Entretanto, durante evento online, Max Wolff, diretor de design do Everest, enfatizou a robustez do novato (veja vídeo abaixo). Nesse sentido, conforme o Jornal do Carro antecipou, a nova Ranger terá sistema shift-on-the-fly que permite trocas entre os modos 4x2 e 4x4 por meio de botão.

Ou seja, o SUV deve seguir os mesmos passos da picape e oferecer tração integral permanente. Por fora, o modelo tem a mesma dianteira da nova Ranger. Destaque para os faróis em formato "C" que se conectam à barra cromada que corta a grade. Iluminação Full LEDs está no pacote. Por fim, o SUV terá teto solar panorâmico e lanternas traseiras de LEDs.


Ford
Autoevolution/Reprodução

Cabine ao estilo Ranger

Já no interior, "criamos um 'santuário' com apontamentos premium, onde os clientes podem se sentir relaxados, independentemente do que se passasse lá fora", descreve Wolff. A promessa é, portanto, agregar sistemas avançados de assistência ao condutor. Espera-se o mesmo cockpit das versões topo de gama da picape, assim como fartura de comandos digitais e materiais de acabamento de primeira linha.

A motorização do Everest também segue sob sigilo, mas três opções estão em pauta. A primeira é o 2.0 EcoBlue movido a diesel, de 213 cv. Já o 2.3 EcoBoost (a gasolina) pode ficar disponível em alguns mercados. O 3.0 TDI V6 a diesel, feito pela Volkswagen, também não está descartado. Afinal, Amarok e Ranger usarão o mesmo chassi no modelo 2023.


O Jornal do Carro está no Youtube

Inscreva-se
Ford Ranger XLS 2.2 Diesel 4X4
Oferta exclusiva

Ford Ranger XLS 2.2 Diesel 4X4